AFBNB 33 anos: Debates em prol do desenvolvimento regional

106

Dando continuidade à série que marca os 33 anos da Associação, em que a AFBNB relembra as diversas iniciativas que tomou ao longo da história de sua atuação para a construção de conhecimento, pelas discussões acerca do desenvolvimento da Região e pelo fortalecimento do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), destacamos a inserção dos debates em torno da reforma do sistema financeiro e a construção do Projeto “Nordeste Cidadania”.

Em 1991 a Associação promoveu uma série de Debates, intitulada “Sistema Financeiro Nacional: de que reforma o Brasil precisa?”. O tema era bastante discutido naquele momento quando foi apresentada ao Congresso Nacional a primeira tentativa de reforma do Sistema Financeiro do País. A proposta mostrava-se extremamente desfavorável para as instituições financeiras públicas e a AFBNB iniciou um trabalho intenso junto aos diversos segmentos da sociedade, a exemplo do parlamento de modo geral, em defesa do BNB.

Nesse sentido, o mais importante fórum da Associação se deu em meados nos anos 1990, quando da criação do Projeto “Nordeste Cidadania”, que enfocava um novo perfil para a atuação do BNB e uma nova estratégia de desenvolvimento regional. O projeto foi coordenado pela economista Cleide Bernal (integrante do corpo técnico do ETENE e professora da UFC) e contou com a assessoria técnica do sociólogo Manoel Domingos de Oliveira e dos economistas Aécio Oliveira e Roberto Smith, vinculados ao Programa de Pós-Graduação em Economia da Universidade Federal do Ceará – CAEN/UFC.

Nessa mesma época, a Associação lançou o Programa Debates do Nordeste, um projeto de debates políticos centrados no tema “Desequilíbrios Regionais e as Instituições de Desenvolvimento do Nordeste”. O projeto foi levado a efeito em parceria com a Fundação Demócrito Rocha e com o então representante dos funcionários no Conselho de Administração do Banco (Caref/BNB), Aureliano de Oliveira. Os seminários aconteceram nas cidades de Fortaleza, Recife e Salvador, com diversos segmentos da sociedade (empresários, funcionários do Banco, gestores públicos, entidades de classe, comunidade científica, etc.)

AFBNB, há 33 anos ao lado dos trabalhadores

AFBNB firme, com autonomia e resistência

Gestão Unidade e Luta

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome