AFBNB envia ofício ao Banco com questões sobre a pandemia e a situação financeira dos funcionários

587

Na tarde desta terça-feira (5), a AFBNB encaminhou à Presidência do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) algumas questões que tem chegado à Associação e que se referem principalmente ao atual contexto de pandemia. Nesse sentido, entidade reitera o que já vem sendo realizado no último período, como expressão e consequência de uma interlocução estabelecida bilateralmente, com informações dadas de forma transparente, tempestiva e eficaz aos funcionários. Assim, a AFBNB tem encampado diversas ações, mesmo durante a atual crise sanitária tendo em vista a defesa dos trabalhadores do BNB e a preservação de suas vidas e a de seus familiares.

Veja a íntegra do documento abaixo:

Fortaleza-CE, 05 de Maio de 2020.

Ao Senhor
Romildo Carneiro Rolim
Presidente 

Banco do Nordeste do Brasil – BNB

Assunto:  Combate à Covid-19 – demandas 

Prezado Presidente,

Antes de entrar nos aspetos referentes ao tema central desta mensagem, por considerar ser pertinente e oportuno abordar, manifestamos congratulações pelos exitosos resultados alcançados pelo BNB no último trimestre. Ressaltamos a conquista importante, principalmente por estarmos no contexto de um cenário adverso para a economia e de  ameaça à própria vida, em decorrência da pandemia do corona vírus, como sendo o fruto dos direcionamentos adequados da superior administração, bem como pela dedicação e competência do conjunto dos funcionários.  Em meio a essa conjuntura a AFBNB tem se mantido em atividade, intensificando a sua ação em defesa dos trabalhadores e pelo fortalecimento do Banco, fazendo frente em todas as esferas e aspectos necessários neste tocante.

Com a incidência  de casos  da Covid-19 envolvendo funcionários, inclusive no ambiente do BNB, é natural, não sendo exagero, ainda mais pela própria evolução do quadro em termos gerais, que as inquietações se avolumem.  Assim, a AFBNB  tem recebido várias demandas com frequência. São manifestações de dúvidas, questionamentos,  preocupações e incertezas, haja vista  o próprio agravamento da crise, as quais remetem à necessidade de iniciativas no âmbito interno e externo ao BNB. Nesta perspectiva, a Associação tem direcionado as respectivas considerações às instâncias, órgãos e instituições competentes, conforme a natureza das mesmas, a exemplo do próprio BNB.  Consideramos salutar reiterar aqui as questões junto ao Banco, com a devida vênia para o que já vem sendo realizado, inclusive como expressão e consequência, também, dessa interlocução estabelecida bilateralmente, com informações de forma transparente, tempestiva e eficaz sobre as mesmas aos funcionários:

1. Coronavírus

– Funcionários pertencentes ao considerado grupo de maior risco, mas que ainda podem estar realizando suas atividades no local de trabalho: como o Banco poderia orientar quanto à realização de teletrabalho?

– Funcionários que se encontram fora do ambiente de trabalho por utilização de férias, inclusive antecipadas, por direcionamento superior, conforme relatos: que procedimentos serão tomados nestes casos, dados que alguns podem estar impossibilitados à volta ao trabalho findo o período de férias, seja por motivo de saúde ou por se enquadrem na situação de maior risco? 

– Funcionários que possam estar lidando com familiares acometidos pela Covid-19: como poderá ser assegurado o distanciamento diante dos cuidados necessários à prevenção? 

Por oportuno, encaminhamos algumas sugestões de práticas que podem ser adotadas enquanto direcionamento institucional de prevenção ao covid-19:

–  Obrigatoriedade do uso de máscaras no ambiente de trabalho;
–  Formação da fila, garantindo a distância mínima entre os clientes e o cumprimento dos demais itens do protocolo estabelecido pelas  autoridades da área da Saúde;  
– Controle do acesso de clientes às agências, com observancia aos cuidados protetivos – inclusive com o fornecimento dos EPIs;

– Extensão do horário de atendimento de forma que ocorra a menor frequência de cliente no ambiente da agência, bem como o menor tempo possível para que os mesmos sejam atendidos; 

– Disponibilização de álcool gel em todas as unidades, na entrada das agências, balcões de atendimento e Caixas, bem como nas demais áreas de circulação de clientes;

– Implementação de estratégias tecnológicas e ferramentas que permitam aos clientes se deslocarem o mínimo às agências;

2. Situação financeira dos funcionários

 Considerando ser essa questão uma preocupação constante  de uma parcela significativa dos funcionários, que inclusive já foi pauta em abordagens anteriores,  que tende a ter impacto no contexto da crise sanitária, a reapresentação da mesma, por direcionamento de associados, se faz oportuna. Dessa forma formulamos as seguintes sugestões para análise:   –  Suspensão do pagamento das parcelas do empréstimo de férias por 6 meses; 
– Ampliação da margem de CDC;
– Antecipação da 2ª parcela do 13º salário;
– Empréstimo de um salário bruto aos trabalhadores, a ser pago a partir do 2° semestre de 2021.

3. Seguro de vida 
Em oportuno às questões postas, mas  também no contexto da pandemia, apresentamos demanda sobre o Seguro de Vida em Grupo, no sentido de saber se há cláusula específica em relação à situação de calamidade pública como é o caso. Assim, em caso positivo, como são os registros no tocante à cobertura?

Acreditamos que tais questionamentos e propostas são de grande valia, não só para os damandantes em específico, mas para todo o corpo funcional do Banco, sobre os quais os mesmo aguardam com expectativas positivas um posicionamento em breve. 

Estamos à disposição e desde já agradecemos a atenção.

Cordiais saudações, 
Rita Josina Feitosa da Silva
Diretora-presidente

Caso você tenha alguma demanda relacionada a estes assuntos encaminhe email para afbnb@afbnb.com.br ou comunicacao@afbnb.com.br

AFBNB ao lado dos trabalhadores!

Gestão História e Autonomia para lutar: a AFBNB em ação sempre!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome