Bancada nordestina pede que Bolsonaro não privatize Banco do Nordeste

112

O líder da bancada do Nordeste na Câmara, deputado Júlio César (PSD-PI), encontrou-se com o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), na manhã desta segunda-feira (25/2). Segundo ele, foi feito um “apelo” para que a equipe econômica não privatize o Banco do Nordeste.

“Pedimos para que a ideia de privatizar o Banco do Nordeste ou fundir com outro banco seja afastada”, enfatizou. Para o líder, a instituição é “o órgão do Nordeste que mais tem contribuído para seu crescimento”. O deputado lembrou que, apesar de a região ter 27,5% da população brasileira, “o Nordeste tem menos da metade do PIB [médio] e Renda per capita [média] do Brasil”.

Segundo o parlamentar, além da instituição financeira, a conversa girou em torno de políticas para “diminuir a diferença entre ricos e pobres no país” e sobre “os problemas dos encargos e lucros dos cinco maiores bancos do país”, que são o Banco do Brasil, Caixa Econômica, Bradesco, Itaú e Santander.

“Eles ganham entre 20 e 30 bilhões de reais sem aplicar 1 centavo”, criticouJúlio Cesar, ao comentar que essas instituições controlam 82% do mercado. Ele destacou que existem 124 bancos nacionais.

O deputado pediu que Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, “estudem” os tributos sobre Lucro Líquido e Imposto de Renda para poder diminuir a desigualdade social no Brasil, convidando-os para participarem diretamente das discussão na bancada. Sobre a resposta de Bolsonaro, Júlio César disse que o presidente vai “estudar sobre o assunto”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome