BNB injeta mais de R$ 40 bi na Economia da Região: Números ratificam eficiência do Banco, competência e dedicação dos trabalhadores.

417

Os principais jornais da região trazem hoje (27) notícias alvissareiras do Banco do Nordeste do Brasil (BNB). São notícias que dão conta da tradição e histórico da essência desenvolvimentista, viés focado pelo conjunto dos trabalhadores da Instituição naquilo que bem sabem fazer, na aplicação de recursos de forma comprometida com o desenvolvimento da área de atuação do Banco. Assim, os dados expressam que mais uma vez o BNB dá prova da sua missão e da sua importância enquanto uma estratégia para o Desenvolvimento Regional.

O desafio de aplicar R$ 30 bilhões em recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) este ano não só foi superado, como foi essencial para o alcance da marca histórica do BNB de R$ 41,4 bilhões emprestados em 2018 – sendo R$ 30 bilhões do próprio FNE e o restante do CrediAmigo e AgroAmigo – microcrédito urbano e rural, respectivamente.

Os números mostram a força do BNB e a sua relevância para a política de desenvolvimento do País! Isto confirma ser a Instituição uma das mais relevantes para a superação das desigualdades regionais, devendo, portanto, ser fortalecida e reconhecida como tal, desconstruindo qualquer tese equivocada de privatização, incorporação, fusão ou qualquer outra medida que implique em seu desmonte.  

Nesse momento de celebração, e não poderia ser diferente, a AFBNB parabeniza a gestão do Banco pela condução do trabalho e se congratula, sobretudo, com o conjunto dos trabalhadores do BNB, com os corações e mentes que tocam(ram) suas ações,  de todas as unidades, em especial das agências onde a essência do Banco se realiza pelo relacionamento próximo e direto com os clientes, com a sociedade, na escuta qualificada e no atendimento às demandas visando o melhor para a região.

Para a AFBNB, a satisfação é grande ao ver os resultados de uma luta que também tem a sua marca, vez que com muita decisão e atitude, a duras penas, contribuiu para a inclusão do artigo dos Fundos Constitucionais na Carta Magna de 1988. Foi uma luta com a certeza de que os referidos fundos representam a garantia de recursos não contingenciados em orçamento da União, em específico o FNE, para o BNB desempenhar bem, e melhor, a sua missão. Essa certeza permanece e nos estimula a continuar vigilantes na defesa desse fundo constitucional, bem como atuantes pelo fortalecimento do Banco e pela valorização de seu corpo funcional – sem dúvida, o maior patrimônio do Banco.

A todos, nossas felicitações! Que o sentimento de dever cumprido e a satisfação pelo excelente desempenho renovem nossas forças para seguirmos lutando por uma região desenvolvida, um BNB forte e trabalhadores valorizados.

Em defesa do FNE, do BNB e dos trabalhadores!

Gestão Unidade e Luta

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome