Lucro do BNB é recorde. Mas a PLR…

144


O BNB não cansa de abusar dos funcionários. Apesar de ter anunciado lucro líquido recorde em 2016, de R$ 732 milhões, o banco deve destinar apenas R$ 43 milhões para pagar a PLR (Participação nos Lucros e Resultados) dos trabalhadores.


 


O valor dividido deve chegar a pouco mais de R$ 6 mil para cada bancário. Muito pouco para quem trabalha sobrecarregado e assediado, para que a empresa bata recorde em lucratividade.   


 


Enquanto funcionários recebem migalhas, a alta cúpula da instituição financeira, composta por um presidente e cinco diretores, vai colocar na conta nada menos do que R$ 1,688 milhão, o que representa uma PLR de quase R$ 300 mil para cada um.


 


O valor é, em média, 50 vezes maior do que o que cada bancário vai receber. Uma afronta com quem se dedica o ano todo para que o alto escalão ria à toa.


Source: SAIU NA IMPRENSA – 600

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome