Fale Conosco       Acesse seu E-mail
 
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras


Saiu na Imprensa

  15/04/2015 

Terceirizados não possuem direitos

A rotina de trabalho de um terceirizado é muito ruim. A declaração é de Natanael Muniz, que prestou serviço para a Fidelity, empresa terceirizada do Bradesco e do antigo Real, entre 2002 e 2010. "A gente trabalhava durante o dia em um banco e à noite em outro". A jornada deveria ser de 8 horas, mas, na prática, chegava a 14 horas diárias. 

A hora extra recebida no fim do mês ficava muito além da carga horária trabalhada e os terceirizados não tinham a quem reclamar. "O banco não estava nem aí e a Fidelity só sabia cobrar os resultados". 

E quem pensa que a remuneração compensava, está enganado. Apesar de exercerem atividades nas agências, os terceirizados ganhavam um salário mínimo. "O vale refeição era uma piada. No início nem recebíamos. Depois a empresa começou a pagar R$ 6,00. Não dava nem para o lanche", conta.

Férias, só tinha quando a empresa queria. Tem muito mais. Os terceirizados dividiam as tarefas com os bancários. Abriam conta, faziam transferência, depósito, pagamentos. Todos os serviços do funcionário formal. Mas, não tinham os direitos da categoria.

A história de Natanael Muniz, que ainda virou chefe do setor de custódia "de boca", ou seja, sem contrato, e continuou recebendo um salário mínimo, não é diferente da dos 13 milhões de terceirizados do Brasil. O pior é que a situação pode agravar com a aprovação do projeto de lei 4330.     
Fonte: Seeb BA
Link: http://bancariosbahia.org.br/?menu=noticia&cod=15937
Última atualização: 15/04/2015 às 09:04:23
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Comente esta notícia

Nome:
Nome é necessário.
E-mail:
E-mail é necessário.E-mail inválido.
Comentário:
Comentário é necessário.Máximo de 500 caracteres.
código captcha

Código necessário.
 

Comentários

Seja o primeiro a comentar.
Basta preencher o formulário acima.

Rua Nossa Senhora dos Remédios, 85
Benfica • Fortaleza/CE CEP • 60.020-120

www.igenio.com.br