PID – AFBNB encaminha dúvidas e solicita reunião com o Banco

1255

A Associação dos Funcionários do Banco do Nordeste do Brasil (AFBNB) encaminhou ontem (dia 31/10) ofício à presidência e à diretoria administrativa do BNB com questionamentos que têm chegado dos associados com relação ao Programa de Incentivo ao Desligamento (PID). Esse foi o segundo documento sobre o assunto, desta vez com pedido de reunião para tratar do Programa.

Confira abaixo as dúvidas e considerações abordadas no ofício:

1.Indenização-FGTS: Como fica a questão da multa prevista na legislação trabalhista, quando ocorre esse tipo de demissão por acordo (caso do PID)?

2. Função em comissão: Haverá remanejamento ou desinvestimento de função para funcionários que, embora elegíveis, não adiram ao PID?

3. Bonificação adicional (para funcionários com mais de 59 anos): Qual o sentido da variação de 100% a 1%, inversamente proporcional à idade, quando o mais lógico seria estimular a quem tem mais idade?

4. Ação judicial: Os funcionários que, mesmo elegíveis, têm ação contra o Banco na Justiça, vão poder aderir ao Plano?

5. Data limite – elegibilidade: Qual a possibilidade de que seja considerado o ano de 2018 como prazo para efeito de elegibilidade (31 de dezembro de 2018), tendo em vista que o desligamento só se efetivará em 2019, conforme cronograma estabelecido no regulamento, e que o prazo para a manifestação dos elegíveis se encontra aberto (12/11/2018)?

6. Bonificação: Por que não considerar a idade do funcionário no ato do desligamento (ou seja, para quem tiver 60 anos no ato do desligamento) para efeito da bonificação? O questionamento se justifica diante de interpretações de que o critério definido para bonificação tem como ano limite 2017.

A AFBNB aguarda retorno do Banco quanto à reunião e segue atenta e acompanhando de perto os desdobramentos do PID, embora considere que a solução para os problemas do Banco passe necessariamente pela valorização do plano de cargos e resolução do déficit do plano BD da Capef.

11 COMENTÁRIOS

  1. Reitero questionamento que fiz acerca da garantia estendida ao plano de saúde para os que aderirem ao PID, tal como fora abordado no PDVE da Caixa Econômica no começo deste ano. O perigo iminente da Resolução CGPAR nº 23 evidencia nossa preocupação sobre essa garantia ou não.

    • Prezado César, todos os questionamentos referentes ao PID serão agregados a novo documento que será enviado ao Banco. Obrigada por sua contribuição.

  2. Faltou tratar de como vai ficar a CAMED para os aposentados, considerando o que diz a resolução nº 23, de 18 de janeiro de 2018, emitida pelo Ministério do Planejamento.

    • Prezado César, todos os questionamentos referentes ao PID serão agregados a novo documento que será enviado ao Banco. Obrigada por sua contribuição.

  3. Gostaria que fosse incluído o seguinte questionamento:
    Por que existe um ponto de corte na elegibilidade do público-alvo somente para quem entrou após janeiro de 2000 ? Qual o motivo da discriminação para funcionários que estariam aptos a aderir ao PID e não podem porque tem menos de 18 anos de Banco do Nordeste ?
    Existem colegas, como eu,que preenchem os demais requisitos e por não atenderam a este quesito estão impedidos de aderirem. É só o BNB fazer um levantamento e observar a discriminação que estão fazendo. Nos dois PID anteriores, foi a mesma coisa.
    Aguardo o pronunciamento dessa AFBNB

  4. Com relação ao PID 2018; A QUESTÃO DA BONIFICAÇÃO SOBRE UM DETERMINADO VALOR.
    QUE DETERMINADO VALOR SERIA ESTE, HEIN???

    E POR QUE OS MAIS VELHOS DE IDADE E DE TRABALHO NO BANCO, POR QUE ESTÃO SENDO DESMERECIDOS NUMA TABELA DECRESCENTE, JUSTAMENTE AOS MAIS ANTIGOS? ISSO SERIA UMA ESPÉCIE DE PUNIÇÃO AOS MAIS ANTIGOS OU MAIS UM PRIVILÉGIO PARA OS MAIS NOVOS, HEIN???

    POR QUE PARECE QUE BOTARAM UMA PEDRA EM CIMA DO NOSSO PCR, HEIN???

    Saudações,

  5. DESCONFORMIDADE/DESACORDO
    Mais grave do que estas questões em dúvida é que o PID está parcialmente em desconformidade/desacordo com o Artigo 30 do Código de Ética do próprio BNB.

  6. Gostaria que fosse tratado o seguinte assunto referente ao PID: Por que existe um ponto de corte para elegibilidade, excluindo funcionários aposentados que entraram no BNB a partir de jan/2000 ? Por que a diferença de tratamento ?
    Aguardo resposta dessa entidade – AFBNB

    • Prezado Francisco, seu questionamento será agregado aos demais que têm chegado e enviado ao Banco. Obrigada por sua contribuição

  7. Caso o Banco resolvesse admitir pagar os 40% do FGTS, já que não estamos conseguindo ter de volta o nosso BD da CAPEF, eu toparia sair nesse PID. O caso é que, a queda salarial é muito alta e prejudica sobremodo o padrão de vida que conseguimos ao longo do tempo. Vou completar 45 anos de Banco em 08/02/2019.

  8. Já que o Banco pretende desligar os funcionários já aposentados, deveria cadastrar a solicitação de quaisquer funcionários, independentemente da data que assumiu na empresa.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome