Sindicato denuncia no MPT fim do trabalho remoto no BNB

24

O Sindicato dos Bancários da Bahia denunciou o Banco do Nordeste ao MPT (Ministério Público do Trabalho) por marcar o retorno ao trabalho já para a próxima segunda-feira (06/07). A convocação foi feita ainda quando a curva de contágio pelo novo coronavírus está em crescimento no país, e de forma arbitrária, sem nenhuma negociação.

Contrariando os decretos da prefeitura de Salvador e do governo do Estado, que ainda orientam o afastamento dos trabalhadores, principalmente do grupo de risco, o BNB já montou um calendário de retorno. Dividido em quatro fases, o esquema prevê que até o dia 17 de agosto todos os funcionários do banco já estejam em atividade normal.

A direção da empresa ignora os dados da pandemia do coronavírus no país – com quase 1,5 milhão de infectados e mais de 60 mil mortos – e o fato de muitos funcionários terem sido afastados, para evitar a disseminação da doença.

O Sindicato tentou diálogo com o banco, que alegou que algumas áreas não estariam produzindo adequadamente. O SBBA, por sua vez, solicitou que fossem apresentadas as informações, mas o banco se limitou a responder que os dados não seriam disponibilizados, não restando outra medida.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome