TCU arquiva denúncia feita em nome da AFBNB

165

A verdade prevalece. Após receber denúncia supostamente produzida  pela AFBNB,  contra o Presidente do Banco do Nordeste, no último mês de janeiro, o Tribunal de Contas da União (TCU), através do ACÓRDÃO 3808/2019, encaminhado à AFBNB essa semana, arquivou a representação, bem como desconsiderou o conteúdo das denúncias por não preencher os requisitos de admissibilidade para tal e  por considerar o pronunciamento formal da Associação junto ao Tribunal sobre o desconhecimento do assunto.

Em janeiro deste ano a AFBNB foi notificada pelo TCU,  pelo Conselho de Administração e pelo Comitê de Auditoria do Banco acerca das denúncias que levavam o nome da Associação, sem que constassem os números de registros e a assinatura dos dirigentes da Associação. Desta forma, o TCU, considerando a negativa dada pela entidade acerca da autoria das denúncias, bem como a falta de provas e de verossimilhança, desconsiderou a denúncia e procedeu com o arquivamento.

Ao tomar conhecimento do assunto, a Associação repudiou veementemente o fato de seu nome estar sendo utilizado como instrumento de falsas denúncias contra integrantes da Diretoria do BNB (relembre aqui), assim como buscou os devidos encaminhamentos em âmbito jurídico no sentido de reparar possíveis danos à própria entidade, tendo registrado também Boletim de Ocorrência sobre o caso. Quando necessário, a AFBNB já recorreu às instâncias adequadas para apresentar denúncias, sempre a partir de provas e procedendo de maneira transparente, o que não foi o caso no fato em questão.

Casos como esse não são novos. No ano de 2017 uma representação foi formalizada junto à Procuradoria Geral da República no Estado do Ceará envolvendo um diretor do BNB, como sendo de autoria da Associação dos Funcionários do BNB (AFBNB), fato que não se comprovou. Assim como procedeu agora, a Associação se mostrou altiva e buscou respostas enfáticas sobre as informações apresentadas.

A AFBNB reafirma o compromisso com a sua história e a sua missão que sempre teve na ética a pedra fundamental para sua atuação ao longo dessas mais de três décadas, sempre em defesa dos trabalhadores, do Banco do Nordeste do Brasil e no desenvolvimento da Região.

AFBNB, firme, com resistência e autonomia

Gestão Unidade e Luta

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome