Diante de negativa do Ministério da Saúde, AFBNB segue na luta pela vacinação dos bancários

107

Desde o início da pandemia, a AFBNB não tem poupado esforços na defesa da vida e da saúde dos trabalhadores do Banco do Nordeste. Uma dessas ações foi a solicitação da inclusão dos bancários entre os grupos prioritários no Plano Nacional de Imunização para recebimento da vacina contra a Covid 19. Tal solicitação foi feita via ofício tanto aos secretários de saúde estaduais de todo o País, como também aos parlamentares do Congresso Nacional, em março desse ano (relembre aqui).

A Associação também encaminhou ofício ao Ministro da Saúde com a mesma finalidade. A resposta, negativa, assinada pelo Secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Correia dos Santos, datada de 23 de maio de 2021 afirma em um dos tre:

“Considerando a indisponibilidade atual de doses de vacinas em quantidade suficiente para todos os grupos essenciais e a entrega das doses adquiridas por parte dos laboratórios produtores, por vezes irregulares, o Programa Nacional de Imunizações reconhece a relevância dos trabalhadores da categoria bancária, mas ressalta que a incorporação de novos grupos à frente das pessoas pertencentes a grupos de risco não é viável e foge ao escopo do objetivo principal da Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19, neste momento, recomendando-se manter as medidas não farmacológicas para proteção dos trabalhadores.”

A AFBNB, no entanto, compreende que os trabalhadores bancários estão na linha de frente e devem sim, ser imunizados o quanto antes. Por isso, enviou ontem (7) novo ofício aos secretários municipais de saúde das capitais da área de atuação do BNB e envolveu os representantes de base na mobilização para que a solicitação chegue também às demais secretarias municipais de saúde.

Ao longo das últimas semanas representantes também tem encaminhado ofícios a gestores de seus município (secretários, prefeitos e lideres legislativos) com respostas em reação ao pleito com a possibilidade de inclusão dos bancários neste grupo.

Sindicatos de várias bases também estão nessa luta, atuando junto ao parlamento e outras instâncias, visando o mesmo objetivo. A Associação seguirá acompanhando o assunto e envidando os esforços necessários que estiverem ao alcance da entidade para preservar a vida e a saúde de seus associados.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome