Dívidas de empresas pagariam auxílio por 14 meses

25

No Brasil, 1 mil empresas devem R$ 754,7 bilhões à União. Com o valor, resultado da sonegação de impostos, o país poderia pagar o auxílio emergencial de R$ 600,00 para mais de 50 milhões de brasileiros por 14 meses. Porém, enquanto milhões passam fome, o governo ultraliberal e neofacista Bolsonaro não só fecha os olhos para a questão, como ainda edita medidas que prejudicam o trabalhador. 

Entre as maiores dívidas, há uma predominância de empresas ligadas ao agronegócio. Das dez primeiras, seis pertencem ao setor. A primeira é a Vale, com uma dívida de R$ 39,7 bilhões e segundo lugar na colocação geral. A outra mineradora é a Samarco, que pertence ao mesmo grupo comercial, com R$ 5,3 bilhões.

O sistema financeiro também está na lista. Na sétima posição aparece o Bradesco, com dívida tributária de R$ 7,7 bilhões. Não custa lembrar que em fevereiro deste ano, o banco anunciou que fechou 2019 com lucro líquido de R$ 25,9 bilhões, um aumento de 20% em relação a 2018.

Mas, quem puxa a lista na primeira posição é a Petrobras, com dívida de R$ 40,4 bilhões, sendo os maiores débitos, R$ 14,8 bilhões e R$ 13 bilhões, referentes ao Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) e o Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ), respectivamente.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome