Presidenta da AFBNB concede entrevista ao jornal Folha Dirigida

264


Acompanhe entrevista da Presidenta da AFBNB, Rita Josina ao jornal, referência em concursos públicos, Folha Dirigida desta semana:


BNB: Associação cobra concurso imediato


 


 


 Esperado por muitos candidatos, o concurso para o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) foi anunciado para o primeiro semestre deste ano. Entretanto, a mudança da presidência paralisou temporariamente os preparativos. A nova gestão completou um mês e a tendência é de que o edital seja divulgado nas próximas semanas. 


 


A Associação dos Funcionários do BNB (AFBNB), através da presidente Rita Josina Feitosa, manifestou a necessidade de novas contratações. A seleção, que irá contemplar cargos de nível superior, é vista com bons olhos pela associação. “É muito importante essa qualificação. Profissionais gabaritados que possam dar respostas à demanda do banco, com ações qualificadas. E, é importante que esses especialistas sejam do quadro de efetivos do banco e não terceirizados”, comemorou a sindicalista. 


 


 Ela falou ainda sobre a demora do concurso, que chegou a ser anunciado para maio deste ano. “Quando se muda uma gestão, todos os processos administrativos sofrem uma parada brusca. Mas nossa expectativa é de que as áreas técnicas e administrativas dessem continuidade ao planejado. O BNB não pode parar porque trocou de presidente”, criticou.


 


FOLHA DIRIGIDA – O Banco do Nordeste do Brasil (BNB) confirmou que irá realizar concurso este ano, para cargos do nível superior. O que representa entrada de novos funcionários?


Rita Josina Feitosa, presidente da AFBNB – De um modo geral, o banco tem uma carência de pessoal. A instituição tem crescido muito, tanto em termos de resultados econômicos, quanto em ampliação do número de agências. Por isso, temos muitos funcionários trabalhando mais horas diárias do que o permitido, extrapolando a jornada de trabalho. O concurso é natural e saudável para uma instituição do porte do BNB. Temos que levar em conta que ainda há aposentadorias. Especificamente quanto ao concurso para cargos de nível superior, a associação entende que é importante essa qualificação. Profissionais gabaritados que possam dar respostas à demanda do banco, com ações qualificadas. O BNB é o principal agente de desenvolvimento do Nordeste, então, é certo que precisamos ter pessoas qualificadas nas áreas onde há necessidade, como em setores administrativos, juridícos, entre outros. E é importante que esses especialistas sejam do quadro de efetivos do banco, e não terceirizados.


 


O BNB tinha a intenção de publicar o edital em maio, mas acabou não ocorrendo. A associação participa dos trâmites do concurso?


Por ser função mais administrativa do banco, a associação não participa diretamente. Mas houve uma reunião com o presidente anterior, que confirmou a seleção e afirmou que estava tudo preparado para a abertura. Só que um pouco depois disso, mudou a presidência. Já pedimos uma reunião com o novo gestor para tratar de vários assuntos, inclusive do concurso. Ele tem uma formação técnica, então acredito que ele irá priorizar a qualificação de pessoal na instituição.


 


Então, a associação acredita que o atraso ocorreu devido à mudança do presidente?


Quando se muda uma gestão, todos os processos administrativos sofrem uma parada brusca. Até o novo presidente tomar ciência de tudo que está ocorrendo, demora mesmo. Então, a gente acredita que o atraso do concurso seja por conta dessa mudança. Vamos esperar a reunião com ele para saber se há outro motivo.


 


O BNB anunciou que irá abrir vagas para advogados, economistas, entre outros cargos, mas não divulgou quantitativo de vagas. A associação tem ciência do número de oportunidades?


Não temos conhecimento. Normalmente, quando o banco abre o concurso, é um quantitativo pequeno de vagas, é apenas o número real da carência. Como aconteceu no último concurso. Mas por conta do crescimento do banco e das mudanças naturais dos cargos, o número de vagas acaba sendo menor do que a necessidade. Então, o banco acaba convocando mais candidatos. Acredito que esse concurso terá também uma formação de cadastro. Estamos cobrando sistematicamente do banco a divulgação do quantitativo.


 


Quantas vagas seriam necessárias para suprir a carência?


Não sei dizer ao certo. Não saberia nem arriscar um número. Pelo tamanho do banco, da necessidade de pessoal, da missão e dos objetivos do BNB, posso te garantir que é um número expressivo, bem grande. A carência é considerável no atual momento. Quanto aos cargos específicos de nível superior, o banco sequer tem o costume de fazer concurso. Normalmente, é seleção para nível médio e os funcionários se especializam já dentro do banco.


 


Quando foi a última reunião da associação com o banco?


Nos reunimos, ainda com a gestão anterior, em abril deste ano. Depois disso, a gente oficializou as demandas desse encontro para o novo presidente, mas ainda não fomos atendidos. A nossa expectativa é que as áreas técnicas e administrativas do banco não parassem de trabalhar no que já havia sido determinado, dando continuidade ao planejado. O BNB não pode parar porque trocou de presidente! Mas infelizmente, por toda burocracia, normas, órgãos controladores, creio que há algumas decisões que sejam mais priorizada do que outras.


 


Quais são os benefícios dos cargos?


Como não sabemos exatamente quais cargos serão contemplados, podemos citar os benefícios comuns a todos os cargos, como plano de saúde, plano de previdência, cesta alimentação. Todos os benefícios regidos pelo acordo coletivo dos bancários. Há uma vantagem nesse concurso: o funcionário já entrará qualificado, inclusive com um salário diferenciado. O plano de carreira estabelece o salário do cargo e da atividade praticada. Então, às vezes o funcionário recebe uma remuneração através de comissão pela função exercida. Quando ele entra direto no cargo compatível com a função, a remuneração já vai ser estabelecida e não terá risco de perdê-la, não vai conviver com a instabilidade de uma comissão.


 


A associação acredita que haverá concurso para outros cargos, que exigem outras escolaridades, como médio ou médio/técnico?


Olha, nessa reunião que a gente participou, a informação é que o concurso será só para nível superior. Ainda há concursos anteriores que têm candidatos esperando para serem chamados. Em 2010, por exemplo, o banco demorou muito a chamar. Ainda havia muita terceirização, então com esse processo de substituição, muita gente entrou na justiça para manter o prazo de validade das convocações. E ainda tem o concurso do ano passado também. A gente quer os dados estatísticos sobre essas seleções sejam logo divulgados. A associação já pediu isso à instituição, esperamos ser atendidos em breve, pela política de transparência do banco. Acreditamos que essa divulgação deveria ser mais objetiva, como no site, por exemplo.


 


A associação prevê alguma data para a divulgação do edital?


Não temos ideia. Não temos informações sobre o concurso, a única coisa que nos foi falado é que o concurso sai esse ano. Não sabemos de nada do processo, como escolha de organizadora ou data de abertura.


 


Além da realização do concurso, quais são as reivindicações atuais da associação?


Nós temos algumas questões voltadas à instituição. Gostariamos de que o banco participasse mais das questões relacionadas ao desenvolvimento da região, principalmente por ser um banco do governo. O BNB não é só uma instituição financeira, ela fomenta o desenvolvimento de todo o Nordeste. Acredito que o banco deve dialogar com esses atores que trabalham nas políticas públicas nesse sentido. Também trabalhamos pela valorização do funcionário, um plano de carreira que possa motivar os trabalhadores do banco, com base na meritocracia. Um plano em que o funcionário possa se programar, visualizar seu futuro, com as atividades e as remunerações bem definidas.


 


Como está o plano de carreira atualmente? Como a associação trabalha no sentido de valorizar a carreira do funcionário?


O plano de carreira está desvalorizado no momento. Cobramos sistematicamente uma revisão no atual plano de carreira, que está completamente defasado, não contempla a real necessidade do banco. Cobramos também o cumprimento da jornada de trabalho. Recebemos muitos relatos de funcionários excedendo esse tempo diário, sem receber a devida remuneração. Por isso que achamos que esse é um dos elementos que impulsiona a necessidade do concurso.


 


Qual a sua mensagem para os futuros candidatos? Como definiria trabalhar no BNB?


O Banco do Nordeste é uma empresa muito visada. Todo esse período de atuação, a instituição formou e capacitou bons profissionais. É um banco que dá boas condições de trabalho, tem uma estrutura organizacional interna muito boa. É uma instituição séria, que tem uma história de décadas e que conta com um quadro de funcionários de valor, com pessoas éticas e responsável, que se identificam com o trabalho do banco. O BNB tem grandes desafios pela frente. Mas como toda instituição pública, tem suas mazelas. Nós da AFBNB acompanhamos de perto, mostrando para a direção o que precisa melhorar, o que precisa ser feito para o funcionário se sentir respeitado, valorizado porque é isso que faz o bom funcionamento do banco.


 


 


 


 


Source: Notícias – 600

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome