Bancários terão reajuste de 4,58% em 2023!

96

Nesta terça-feira, 12 de setembro, foi divulgada a inflação (INPC) para agosto, que apresentou variação de 0,20%. Com isso, o acumulado para 12 meses, entre setembro de 2022 e agosto de 2023, ficou em 4,06%. Desta forma, o reajuste da categoria bancária em 2023 será de 4,58% (INPC mais 0,5% de aumento real).

O reajuste é resultado da mobilização de toda a categoria, junto aos sindicatos, na Campanha Nacional Unificada dos Bancários de 2022, que garantiu para 2023 a reposição da inflação (INPC) mais 0,5% de aumento real nos salários, em todos os valores fixos da PLR, no VA e VR e em todas as demais verbas previstas nas cláusulas econômicas da CCT, como auxílio-creche/babá, gratificações, auxílio home office, etc.

“A 1ª parcela da PLR deve ser paga até o dia 30 deste mês de setembro de 2023, assim como o reajuste”, lembra Élcio Quinta, presidente do Sindicato dos Bancários de Santos e Região.

“A conjuntura era muito difícil no país. Por isso foi acertada a estratégia em firmar acordos por dois anos naquele momento. O governo e os banqueiros batalharam para retirar direitos e reajustar abaixo da inflação. Mas no final conseguimos manter todos os nossos direitos e conquistar aumento acima da inflação”, diz Eneida Koury, secretaria de Finanças do Sindicato. Parabéns à categoria bancária que, apesar das adversidades, sempre soube se fazer respeitada e unida em suas lutas!

PLR

O reajuste de 4,58% incidirá também sobre a Participação nos Lucros e Resultados, nas parcelas fixa e adicional e sobre os tetos. A PLR dos bancários é paga em duas etapas: a primeira virá agora, até 30 de setembro (prazo previsto na CCT para que os bancos realizem o crédito).

Já a segunda parcela da PLR virá em 2024, com o fechamento do balanço dos bancos o e a consolidação dos seus lucros. Os bancos têm até 1º de março de 2024 para creditar a parcela final da PLR 2023.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome