Brasileiros rejeitam a reforma trabalhista

241


Em consulta pública aberta pelo Senado, por meio da plataforma e-cidadania, os brasileiros rejeitaram, majoritariamente, a proposta de desmonte da CLT do governo Temer. No total, 95% das pessoas afirmam que a reforma trabalhista retira direitos do trabalhador conquistados a duras penas. 



A proposta que altera em mais de 100 pontos a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), foi aprovada pelo plenário da Câmara Federal no dia 26 de abril, mas enfrentará resistência da oposição no Senado.

 


A proposta, vendida pelo governo e pela mídia como “modernização nas relações de trabalho”, é uma estratégia das empresas para retirar direitos e aumentar os lucros. Afinal, uma reforma que aumenta a jornada para 12 horas, acaba com o seguro-desemprego, prevê o fim do poder de negociação das categorias e reduz os salários, não pode ser boa, muito menos moderna. 


Source: SAIU NA IMPRENSA – 500

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome