Conquista: Bancos não podem abrir sábado

249

Boa notícia. O projeto de lei do Senado que autoriza a abertura das agências bancárias aos sábados foi retirado de pauta, depois de votação na Comissão de Assuntos Econômicos, nesta terça-feira (24/04). O Sindicato da Bahia reafirma ser contra a proposta, que fere a legislação federal e a convenção coletiva da categoria.

O PLS, de autoria do senador Roberto Muniz (PP-BA), passa por cima de conquistas históricas dos bancários, como o descanso semanal remunerado e a jornada de trabalho de seis horas, e ainda precariza as condições de trabalho.

Não é só isso. O projeto compromete a segurança, que já é deficitária, e deixa bancários e clientes expostos a assaltos, uma vez que o comércio funciona parcialmente aos sábados e o número de pessoas circulando nas avenidas cai.

O presidente do Sindicato dos Bancários da Bahia, Augusto Vasconcelos, lembra que o movimento sindical defende a ampliação do horário de atendimento durante a semana, mas, em dois turnos, com duas equipes diferentes trabalhando. “Os bancos também devem parar de demitir e contratar”, conclui.

Mas, os números mostram que as organizações financeiras fazem o contrário. No primeiro trimestre do ano, cortaram 2.226 postos de trabalho, de acordo com o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome