Debates marcam primeiro dia da 51ª RCR

239



Mesa de abertura da RCR 


 


“Que desenvolvimento queremos?”, “Como enfrentar as medidas de austeridade impostas pelo capital e que sempre recaem sobre os mais pobres e os trabalhadores?”, “Sem caminhos novos, só nos resta lamentar”. As frases proferidas ao longo do primeiro dia da 51ª Reunião do Conselho de Representantes da AFBNB, ditas pelo professor de economia ecológica da Universidade Federal do Ceará, Fábio Sobral, por Enio Pontes, da auditoria Cidadã da Dívida Pública e Agenor Silva, consultor financeiro, dão ideia das reflexões e debates que ocorreram durante o dia de hoje, com um auditório lotado de representantes da AFBNB vindos de toda área de atuação do Banco do Nordeste do Brasil.


Cada um a sua  maneira, os palestrantes apostam em saídas múltiplas, coletivas, transparentes, participativas, ecológicas e locais. “Não tem solução simples, pontual para a dívida pública”, afirmou Agenor Silva. Para ele, o problema da dívida não se resume à corrupção ou ao valor em si, mas sim aos altos juros cobrados sobre ela. O próprio uso da dívida como justificativa das PECs da reforma da previdência e trabalhista é falaciosa porque não existe déficit. Daí a importância de auditar a dívida, como já ocorreu na Grécia e no Equador.



Programação


Ainda à tarde, houve a aprovação do regimento interno e das contas da Associação, com o parecer positivo do Conselho Fiscal e da plenária. A programação do dia se encerrou com a reunião dos grupos regionais.


Amanhã, a programação se inicia com trabalhos em grupo para deliberação de propostas de ação e plenária geral.


A participação do público, com perguntas e intervenções, enriqueceu o dia. Todas as apresentações dos convidados estão disponíveis no banner da RCR no site da AFBNB, bem como o áudio do programa A Tarde, gravado ao vivo direto da Reunião do Conselho, com a participação de representantes e do professor Fábio Sobral. O vídeo com as palestras será editado e disponibilizado posteriormente.


DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome