Em 2020, fortalecer a luta da categoria bancária

44

Em 2020, os bancos ameaçam precarizar ainda mais o ambiente de trabalho. Por isso mesmo, se juntar ao Sindicato, através da filiação, possibilita maior fortalecimento da luta em defesa dos direitos dos bancários. E quem já é sindicalizado precisa engrossar a mobilização contra os ataques do governo.

Como característica de um governo liberal, a equipe econômica Bolsonaro-Guedes anuncia a privatização de todos os bancos públicos. Com a venda das estatais, os funcionários sofrerão ainda mais prejuízos, com a retirada de direitos, assim como aconteceu com a reforma da Previdência, que aumentou o tempo de contribuição para aposentadoria.

Com muita determinação, as entidades sindicais conseguiram, no final do ano passado, barrar, temporariamente, os efeitos da MP 905, que obrigava os bancos a abrirem aos sábados, além de estender a carga horária da categoria. Mas, como a CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) encerra em agosto próximo, após esse prazo será preciso mais uma dura luta e a participação maciça de toda a categoria é decisiva.

Ao analisar a história da categoria é possível ver que nenhum direito caiu do céu. A duras penas, os bancários conquistaram benefícios que asseguram vida útil no trabalho. Para este ano, o desafio de um novo acordo coletivo não será fácil.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome