Entidades repudiam decisão do Supremo – AFBNB é destaque na imprensa cearense

233


Recente decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) é motivo de entidades trabalhista da sociedade civil. Rita Josina, presidente da AFBNB, falou a imprensa cearense sobre o posicionamento da Associação diante da medida. Confira:


Entidades repudiam decisão do Supremo


Representantes dos servidores públicos do Ceará repudiam a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de validar o corte dos pontos dos servidores públicos em caso de greve das categorias. 


 


O presidente do Sindicato dos Professores e Servidores da Educação e Cultura do Estado e Municípios do Ceará (Apeoc), Anízio Melo, avalia que o ato é uma tentativa de “exterminar as possibilidades de lutas da classe trabalhadora” e “inibir” a atuação contra a retirada de direitos.


 


A opinião é compartilhada pela presidente da Associação dos Funcionários do Banco do Nordeste (AFBNB), Rita Josina.


 


“A gente entende que isso vai na contramão da democracia. Nós temos um direito constitucional de lutar por direitos e organizar a categoria. A greve não é crime, e ainda mais nesse momento, quando não se tem atendido os direitos”, ressalta a presidente.


 


Já o presidente dos Bancários do Ceará, Carlos Bezerra, avaliou a medida como “retrocesso”.


 


Com a decisão da Suprema Corte, os dias paralisados não poderão mais ser cortados somente se a paralisação for motivada por alguma ilegalidade do Poder Público, como a falta de pagamento de salário. O entendimento do STF, no entanto, não impede a negociação para a compensação dos dias não trabalhados. (Wagner Mendes).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome