Futuro do Banco do Nordeste (BNB) foi discutido em audiência pública na Câmara de Caruaru

135

Conforme anunciado em outubro, a Câmara de Vereadores de Caruaru realizou uma audiência pública nesta quarta-feira (04), onde discutiu o fortalecimento do Banco do Nordeste (BND), o Fundo Constitucional de Financiamento (FNE) e o papel desenvolvido pela instituição bancária para o desenvolvimento do Brasil. O “Nosso gabinete foi procurado por Flávia Araújo Bandeira, representante em Caruaru da AFBNB, que nos deixou informados sobre a real situação dos funcionários do BNB.

A instituição bancária vem sofrendo com processos de sucateamento e desmonte, trazendo prejuízos não só econômicos para a Região Nordeste, onde a instituição aplica seus projetos e investimentos, e de incertezas para seus funcionários, que tem seus empregos ameaçados com desinvestimentos”, justica o vereador Marcelo Gomes. A presidente da AFBNB, Rita Josina Feitosa, esteve na audiência.

A defesa do FNE também fez parte da pauta. “A preocupação aumenta diante do cenário de ameaças e de projetos de lei que objetivam compartilhar os recursos dos Fundos Constitucionais com outros órgãos, inclusive de categoria privada, em total desacordo com o que está contido na Constituição Federal, onde consta que o FNE deve ser gerido e operacionalizado exclusivamente pelo BNB e os respectivos recursos serem direcionados de forma exclusiva para as atividades produtivas em que o banco atua”, ressalta o
parlamentar. O FNE é a maior fonte de recursos da instituição, responsável por mais de 70% de todas as suas aplicações.

Marcelo Gomes ainda destacou a importância do BNB e as iniciativas da AFBNB pela preservação do banco. “O BNB tem grande atuação na ação creditícia voltada para o desenvolvimento da Região Nordeste, de Pernambuco, e, especificamente, de Caruaru, onde mantém uma agência e presença física nas diversas localidades para o atendimento da demanda local. A AFBNB vem desempenhando ações que envolvem
documentos, seminários, mobilizações, discussões internas e interlocução junto aos diversos órgãos de governo em todas as esferas. A Casa Legislativa faz parte desse diálogo para que a instituição, os projetos e recursos geridos sejam mantidos pelo bem do povo e da região”, finalizou

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome