Nota de pesar – AFBNB lamenta a morte do presidente do Conselho Fiscal da entidade nesta segunda

225



Nota de pesar


 


É com imenso pesar que a AFBNB informa o falecimento do presidente do Conselho Fiscal da entidade, Francisco Leóstenis dos Santos. Leo, como era chamado por seus amigos, completaria 38 anos de Banco em julho próximo e atualmente era gerente executivo da Central de Crédito Clientes e Varejo e MP da Paraíba. Vinha lutando contra um câncer e estava em São Paulo, onde passou por cirurgia e vinha se recuperando bem, até que hoje teve uma complicação que o levou a óbito.


Quem o conheceu não esquecerá de sua tranquilidade, serenidade e disposição sempre ao diálogo. Para a presidente da AFBNB, Rita Josina, “Leo estará sempre presente com seu legado e trabalho em defesa do BNB e dos trabalhadores. Sempre disponível, presente, contribuindo com muita tranquilidade, seriedade, zelo e compromisso com o coletivo. Será sempre lembrado”.


José Edlamar Barreto, representante da AFBNB de Garanhuns (PE) (foto ao lado) era amigo de longas datas de Leóstenis e está muito abalado. “É um momento de muita tristeza que nos envolve, não teremos mais o convívio de meu amigo/irmão…Uma pessoa extraordinária com quem aprendi muito e me espelhava em sua caminhada. Estávamos sempre juntos, seja pessoalmente, por e-mail ou telefone. Sentirei muito a sua falta! Que Deus possa dar um conforto a sua família. Vai guerreiro, rumo às estrelas.


A diretoria e funcionários da AFBNB se solidarizam aos familiares, amigos e companheiros de luta, e deseja força para enfrentar tão grande perda.


O corpo será levado para a Paraíba e informações sobre o enterro serão dadas posteriormente.


 


Nossa homenagem ao companheiro de luta:

Naquela Mesa


Nelson Gonçalves


Naquela mesa ele sentava sempre

E me dizia sempre o que é viver melhor

Naquela mesa ele contava histórias

Que hoje na memória eu guardo e sei de cor

Naquela mesa ele juntava gente

E contava contente o que fez de manhã

E nos seus olhos era tanto brilho

Que mais que seu filho

Eu fiquei seu fã


Eu não sabia que doía tanto

Uma mesa num canto, uma casa e um jardim

Se eu soubesse o quanto dói a vida

Essa dor tão doída não doía assim

Agora resta uma mesa na sala

E hoje ninguém mais fala do seu bandolim


Naquela mesa tá faltando ele

E a saudade dele tá doendo em mim

Naquela mesa tá faltando ele

E a saudade dele tá doendo em mim


https://www.letras.mus.br/nelson-goncalves/47663/


DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome