Políticas públicas colocadas para escanteio

254

 

Estudo do Inesc (Instituto de Estudos Socioeconômicos), feito em parceria com a Oxfam Brasil e o Centro para os Direitos Econômicos e Sociais, revela queda de até 83% nos investimentos em programas sociais nos últimos dois anos. É nítido que o governo Temer está a serviço exclusivamente dos mais ricos. Políticas públicas voltadas para as mulheres, negros, jovens e pobres são colocadas para escanteio.

 

 

Deixou de ser prioridade do governo áreas como segurança alimentar, perdendo até 76% dos investimentos, políticas para prevenção às mudanças climáticas (-72%), habitação (-62%), assim como defesa dos direitos da criança e adolescente. Também foram cortados recursos que promoviam igualdade racial em 60% e programas para as mulheres em 53%.

 

 

A redução em programas alimentares empurra o país de volta ao quadro da fome e da desnutrição. Só em 2017, Temer diminuiu em 55% os investimentos em segurança alimentar. Para 2018, corte de mais 21%. Os programas que promoviam o fortalecimento e autonomia das mulheres,  igualdade de gênero e a previsão de serviços para as mulheres em situação de violência tinha orçamento de R$ 96,5 milhões, mas apenas R$ 32,2 milhões foram liberados.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome