Privatizada, refinaria Mataripe tem combustível mais caro

54

 

Está cada vez mais claro que privatizar o patrimônio brasileiro não colabora para o desenvolvimento do Brasil. Após privatização, feita pelo governo Bolsonaro, a Refinaria Mataripe, na Bahia, tem combustíveis mais caro do país.

De acordo com o Ineep (Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), cerca de três meses depois de privatizada, a Mataripe já estava vendendo o litro da gasolina 27,4% mais caro do que a Petrobras.

Pelo reajuste mais recente, realizado no dia 8 de outubro, a refinaria elevou os preços da gasolina em 9,7%, e do diesel, que variou entre 11,3% e 11,5%, válidos em todo o Estado.

Com isso, a venda da antiga Rlam (Refinaria Landulpho Alves), primeira refinaria do Brasil, só beneficia o mercado privado e prejudica a população que já sofre com o desemprego e a renda achatada.

A situação pode ficar ainda pior já que outras refinarias estão na mira privatista de Bolsonaro. Em junho, a Petrobras retomou o processo de venda da Rnest (Refinaria Abreu e Lima), Repar (Refinaria Presidente Getúlio Vargas) e Refap (Refinaria Alberto Pasqualini).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome