Programa NOSSA VOZ Ed. 20 – A saúde mental do trabalhador bancário e a importância do diálogo

102

Na última segunda-feira (9) a AFBNB realizou a 20ª edição do programa NOSSA VOZ, ao vivo, transmitido pela página da AFBNB no facebook e pelo canal do Youtube. O programa iniciou em novo dia e horário, sendo a partir de agora sempre transmitido quinzenalmente às segundas-feiras, 18h, no sentido de dar visibilidade ao conteúdo e obter maior alcance no seio da base da Associação.

O programa contou com a participação da psicóloga Solange Silva, doutaranda em Psicologia Social e do Trabalho pela UNB e também com a Diretora Presidente da AFBNB, Rita Josina Feitosa, que discutiram a situação de adoecimento no setor bancário e como a atual conjuntura afeta a vida dos trabalhadores.

Durante o programa Solange fez uma ampla abordagem acerca da situação de saúde mental dos bancários e trouxe números preocupantes relativos a problemas como depressão e ansiedade na categoria. Outro ponto importante de sua reflexão no programa foi a relação destes efeitos com a lógica da produtividade capitalista, apesar do alto custo humano que acarreta e como os próprios trabalhadores acabam por se engendrar em tal mecanismo perverso. “Tem sido recorrente uma falta de cuidado consigo mesmo e com os colegas. Uma patologia maior, que é a indiferença, uma lógica da selvageria, que é do próprio capitalismo”, destacou.

Solange também apontou as diversas causas do silenciamento das doenças psicológicas e como as entidades represetativas devem pensar alternativas e caminhos para a reversão deste quadro e um maior diálogo com os trabalhadores contra o silenciamento dessas patologias, o que leva em muitos casos ao suicídio. “É importante buscar ajuda, pois quanto mais tempo se demora pra procurá-la mais dificil é o processo de recuperação”, alertou a psicóloga.

Já Rita Josina, Diretora-Presidente da AFBNB levantou temas importantes como os ataques ao SUS e a própria defesa das caixas médicas de assistência aos trabalhadores. “Sempre somos surpreendidos por medidas de mercado que nos trazem preocupações. A realidade do trabalhador bancário se dá nesse cenário. A AFBNB tem sempre buscado o diálogo com as gestões das Caixas, de outras entidades e mobilizando os trabalhadores a se posicionarem nesse momento, como no caso da consulta sobre mudanças no Estatuto da Camed”, enfatizou Rita, que também é psicóloga e assistente social.

Lembrando que o programa Nossa Voz é um canal de comunicação aberto para debates e ideias sobre o BNB, o fortalecimento dos bancos públicos, desenvolvimento regional, a pauta dos trabalhadores e análise de conjuntura. Curta, comente e compartilhe esse importante conteúdo!

Assista o programa na íntegra:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome