Reajuste da categoria deve ser acima de 10% em 2021

23

 

O SEEB-MA informa que o reajuste da categoria deve ser superior a 10% neste ano, conforme prevê a Convenção Coletiva de Trabalho 2020/2022 (inflação dos últimos 12 meses – INPC acrescido de aumento de 0,5%).

Os salários, tíquetes, auxílios e gratificações foram reajustados em 1º de setembro e os acréscimos já poderão ser conferidos no contracheque deste mês. Os bancários que foram admitidos após 01/09/2021 receberão reajuste proporcional.

A Participação nos Lucros e Resultados (PLR) será paga em duas parcelas: a primeira deve ser creditada em setembro (antecipação) e a segunda deverá ser paga até 1º de março de 2022. O reajuste (INPC + 0,5%) também incide nos valores fixos da PLR.

A pedido do movimento sindical, o Banco do Brasil e o BASA já pagaram a Participação nos Lucros, já a Caixa e o BNB ainda não tinham atendido à solicitação até o fechamento desta edição do JB. Os bancos privados (Itaú, Bradesco e Santander) devem fazer o crédito até o dia 30/09.

Para o SEEB-MA, esse reajuste “maior” é ilusório, tendo em vista que é resultado da inflação, ou seja, do descontrole dos preços dos alimentos, da gasolina e dos remédios.

“Por isso, sempre reivindicamos a reposição das perdas salariais e um aumento proporcional ao crescimento da rentabilidade dos bancos. Somos contra a política proposta pela Fenaban e pela Contraf/CUT, que é atrelada à inflação e adotada para manter os salários dos bancários rebaixados. Por reajustes dignos, a nossa luta continua!” – afirmou o presidente do Sindicato, Dielson Rodrigues.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome