“Reestruturação está suspensa”, garante o superintendente regional do BNB

241


Nesta manhã (22), durante visita da Diretoria do Sindicato dos Bancários de Sergipe (SEEB/SE), o novo superintendente regional do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Antônio César de Santana garantiu que “oficialmente” a reestruturação no BNB está suspensa: “não há oficialmente nenhuma previsão ou calendário de continuidade da implementação do novo modelo de gestão”, afirmou. O superintendente disse ainda que retribuirá a visita para continuar o debate sobre a pauta de demandas apontadas pelos sindicalistas.   


 


Impactos da ‘reestruturação’


 


A iminência de mudanças no modelo de gestão e de agências no BNB faz parte das preocupações do SEEB/SE. A presidenta da entidade, Ivânia Pereira afirmou que a denominada ‘reestruturação’ no BNB em Sergipe já causou prejuízos como o fechamento de agências tanto para a economia regional (Itabaiana), quanto para o corpo funcional (perda de função e transferências ou desligamentos). “A possibilidade de continuidade desse projeto tem causado inclusive adoecimento e instabilidade emocional entre os funcionários e funcionárias”, afirmou Ivânia Pereira.


 


Comitiva do SEEB/SE


 


Na comitiva do SEEB/SE ao BNB também estavam os funcionários dirigentes sindicais do BNB, Idamar Oliveira e José Carlos Cabral (aposentado), os diretores Everton Castro, Adilson Azevedo, Josivaldo Pereira e a assessoria jurídica do Sindicato.  


 


Ivânia Pereira fez intervenções de defesa das instituições e bancos públicos. Ela citou especificamente a importância do BNDS, da Caixa Econômica Federal e do BNB para o desenvolvimento estrutural, infraestrutura, distribuição de renda,  disseminação de programas sociais e de fomento ao desenvolvimento regional.


 


Ainda durante o encontro, Idamar e Cabral também pontuaram preocupações quanto às condições de conservação dos prédios do BNB e ao déficit de funcionários nas agências, envolvendo Gerência de Negócios Pronaf e caixas e redução do número de analistas bancários nas agências e alteração nas funções.


 


Por Déa Jacobina. Ascom SEEB/SE


DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome