Sem votação no Senado, MP 905 é revogada

34

mp 905 senado caduca 6bbb2

Uma boa notícia para os bancários. A sessão do Senado federal marcada para esta segunda-feira (20/4) foi cancelada. Com isso, a Medida Provisória 905/2019 não será apreciada pelos senadores e perderá a sua validade a partir de amanhã. Diante da derrota, o presidente Jair Bolsonaro anunciou que vai revogar a MP e editar uma nova sobre o contrato verde e amarelo.

A ameaça continua no ar, mas os trabalhadores ganharam mais tempo para se mobilizar contra a aprovação da MP, que promovia uma mini reforma trabalhista com alteração de diversos pontos da CLT e retirada de direitos de diversas categorias.

A categoria bancária era uma das mais ameaçadas com o aumento da jornada de trabalho de 6 para 8 horas, a liberação dos trabalho nos finais de semana e feriado, além da possibilidade de negociação individual da participação nos lucros e resultados (PLR). As mudanças só não foram implementadas pelos bancos, porque o movimento sindical se mobilizou e arrancou um acordo de adiamento das ações até 31 de dezembro.

“Os trabalhadores e trabalhadoras tiveram uma vitória extraordinária no dia de hoje. A mobilização, o contato das centrais sindicais com os senadores surtiu efeito e fez com que o presidente da República revogasse as MP 905. Temos que centrar as nossas forças e energias no combate ao Covid 19. Este deve ser o principal objetivo de todos os brasileiros e instituições neste momento”, reforçou o presidente da Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe, Hermelino Neto.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome