AFBNB participa de Encontro da Juventude Bancária

230



A Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe promoveu, nos dias 22 e 23 de agosto, o 4° Encontro da Juventude Bancária, que reuniu, no município de Saubara (BA), 180 jovens representantes da base dos 12 sindicatos vinculados à Federação. O evento contou com exposições do jornalista e presidente do Centro de Mídias Alternativas Barão de Itararé, Altamiro Borges, e da presidente do Conselho Nacional da Juventude e Secretária Adjunta da Secretaria Nacional da Juventude, Ângela Guimarães, que falaram sobre a importância da participação dos jovens nas ações de transformação da sociedade brasileira.  O diretor da AFBNB, Rheberny Oliveira – que é da base do Sindicato dos Bancários de Camaçari – esteve presente ao encontro.


Os participantes definiram uma série de resoluções com foco na atuação da juventude no desenvolvimento da sociedade. As propostas, que versaram sobre temas como sistema financeiro, democratização da mídia, políticas públicas para a juventude e organização do movimento dos trabalhadores, serão apresentadas na 3ª Conferência Nacional da Juventude, que ocorrerá em Brasília de 16 a 19 de dezembro próximo.


Dentre os participantes, 15 eram do Banco do Nordeste do Brasil, sendo a maior parte com menos de três anos de banco. Eles avaliaram de forma positiva o evento. Idamar Gomes, da base do Sindicato dos Bancários de Sergipe, entende que a crise moral que vive o país promoveu o desinteresse dos jovens brasileiros por política e que em razão disso eventos como esses instigam a juventude a refletir e desejar fazer parte da mudança de que nosso país tanto necessita. Matheus Silva, da base do Sindicato de Juazeiro e região, considerou que encontro foi de extrema valia para todos. “Conseguimos trocar  experiências, fazer novas amizades e debater assuntos políticos e sociais”. Stefani Souza, do Sindicato de Jequié, considera importante “estabelecer conexões e vínculos com os colegas dos diversos bancos, compartilhando experiências e dificuldades, ampliando assim o campo de visão de banco que muitas vezes se restringe a realidade de nossa agencia ou nossa instituição.”


Rheberny Oliveira considera que a juventude precisa se conscientizar da sua importância na construção de uma sociedade que seja capaz de compreender as desigualdades históricas na formação social, cultural e econômica do país, bem como assumir a compromisso de erigir alternativas sustentáveis, combatendo os mecanismos cíclicos que insistem em perpetuar tais desigualdades. “Esse encontro foi muito valioso, posto que a juventude bancária teve mais uma oportunidade de se politizar conhecendo, debatendo e pautando resoluções que, certamente, contribuirão para cumprimento desta missão”, relatou.


A AFBNB parabeniza todos os jovens bancários participantes do Encontro, em especial os do BNB, pela disposição de luta e exalta a iniciativa da Federação na formação crítica dos jovens.


Source: Notícias – 500

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome