Artigo: AFBNB: lutas de ontem e de hoje

233


O Jornal O Estado (CE) publicou no dia de hoje o artigo do diretor da AFBNB, Dorisval de Lima, acerca das lutas que têm marcado a história da Associação. Confira:


 


AFBNB: lutas de ontem e de hoje


sexta-feira, 11 de dezembro 2015


Em fevereiro de 1986, os funcionários do BNB e o Nordeste obtiveram uma importante conquista, a criação da AFBNB, uma entidade de classe e aliada da luta pelo desenvolvimento.

Nesses quase trinta anos, a Associação dos Funcionários do BNB tem se pautado pelo cumprimento da missão para a qual fora constituída, em consonância com os valores e princípios democráticos que devem permear o comportamento de uma entidade representativa de trabalhadores.


Marcante foi a sua inserção no processo constituinte que culminou, em 1988, com a Carta Magna vigente no País, quando se somou aos diversos segmentos da sociedade, inclusive o banco, no debate junto à classe parlamentar, sobretudo em Brasília, na luta por recursos estáveis para o BNB, para o Nordeste enfim. O resultado foi a conquista do fundo de financiamento do Nordeste (FNE), a principal fonte de recursos do banco, responsável por mais de 50% dos seus financiamentos de longo prazo.


Mais lutas foram necessárias, a exemplo da regulamentação do artigo constitucional que criou o FNE, a definição do BNB como gestor do fundo e a regularização da origem dos recursos envolvidos. Todo esse processo contou com atuação da AFBNB, por meio de articulações políticas, debates, manifestações públicas…


Sempre atuante pela preservação e obtenção de conquistas, a AFBNB encaminhou mobilizações para evitar o esvaziamento do BNB e a mutilação de recursos da região. Exemplos são as lutas contra as tentativas de compartilhamento do FNE com outros bancos, a busca por mais fontes de recursos para o BNB, o aumento do capital social do banco, a contraposição aos ataques que são lançados à instituição, entre outras iniciativas.


Vale destacar a recente luta contra PEC 87/2015, a qual objetiva inserir os Fundos Constitucionais no rol da Desvinculação de Receitas da União (DRU), com a retirada de 30% dos recursos do FNE no caso do Nordeste. Tal medida, se aprovada, impactaria negativamente na região, além de representar uma temeridade em relação ao FNE e ao próprio BNB.


Ações como essas, somadas às lutas em defesa dos trabalhadores, proporcionaram à AFBNB o reconhecimento da sociedade e dos funcionários do banco. Isso a credencia para ter o respeito das sucessivas gestões do BNB, no tocante à sua condição de legítima entidade representativa dos funcionários do banco, não cabendo por parte desta qualquer atitude que aponte em contrário, que objetive esvaziar ou limitar a sua ação. Todo apoio à luta da AFBNB!


Dorisval  de Lima

Diretor de Comunicação – AFBNB


 


Source: Notícias – 400

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome