Avança a negociação sobre o combate ao assédio sexual

5

6.7.22 negociacao fenaban 425e7

A terceira rodada de negociação da campanha nacional 2022 terminou com um avanço importante. Após cobrança do Comando Nacional dos Bancários, a Fenaban aceitou priorizar o debate sobre igualdade de gênero e irá debater quatro pontos apresentados pelos trabalhadores para o combate ao assédio moral e sexual: treinamento e formação do quadro para a promoção de debates sobre o tema; acolhimento das denúncias e apuração; proteção e assistência às vítimas; e punição dos culpados.

Os representantes dos trabalhadores vão continuar cobrando também a retomada das campanhas permanentes contra o assédio sexual e a criação de uma comissão bipartite, para que o movimento sindical possa acompanhar a apuração das denúncias e o acolhimento às vítimas.

“A reunião de hoje foi muito positiva, pois tratamos de temas importantes, que temos que enfrentar e combater, como o assédio e a desigualdade. Não podemos permitir nenhuma forma de assédio e os bancos precisam criar mecanismos para acabar com isso”, avaliou o presidente da Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe, Hemerlino Neto, que integra o Comando.

Igualdade

Outro ponto importante do encontro foi a questão da igualdade de oportunidades, com a discussão dos artigos da minuta de reivindicações que favoreçam a contratação e ascensão de negros e negras na carreira, a capacitação de pessoas com deficiência e a adoção de medidas que garantam ganhos iguais entre homens e mulheres.

“De acordo com uma pesquisa do Dieese, levaria 80 anos para equiparação salarial entre homens e mulheres nos bancos. Isso mostra que existe uma diferença muito gritante entre salários e promoções. É necessária uma mudança profunda nos bancos, para garantir a diversidade nas empresas do setor”, concluiu o presidente da Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe.

Participaram também da reunião, as secretárias gerias do Sindicato da Bahia, Jussara Barbosa, e do Sindicato de Sergipe Helaine Freire.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome