Bancários podem ter isenção de IR sobre a PLR

22

Foi aprovado, no Senado, o projeto de lei que aplica à PLR (Participação nos Lucros e Resultados) das empresas o mesmo regime jurídico tributário dos lucros ou dividendos distribuídos aos sócios ou acionistas. O objetivo agora é estender a isenção do Imposto de Renda incidente sobre os lucros também aos empregados das empresas, o que beneficiaria os bancários.

O pagamento da PLR foi um avanço conquistado pelos trabalhadores do Brasil, porém há uma injustiça a ser corrigida. Os lucros e dividendos distribuídos a sócios ou acionistas já não são tributados pelo Imposto de Renda, enquanto bancários e outros profissionais que recebem o direito precisam arcar com o tributo.

Vale ressaltar que os sindicatos dos bancários de todo o país estiveram mobilizados durante a gestão do presidente Lula, e conquistaram a isenção parcial para quem recebe PLR de até R$ 6.667,55. Segundo o presidente do SBBA, Augusto Vasconcelos, o projeto proposto é bem vindo. “Estamos acompanhando a tramitação no Senado, porque queremos a isenção total do IR na PLR, assim como já há uma isenção para os acionistas das empresas que recebem lucros dividendos”, concluiu.

O projeto, aprovado na quarta-feira (27/04), será analisado pela Câmara dos Deputados, caso não tenha nenhum recurso para votação no Plenário do Senado.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome