Bancários querem auxílio para cobrir custos do home office

26
Medida essencial para evitar a contaminação pelo coronavírus, o teletrabalho tem impactado as finanças de bancos e bancários de formas diferentes. Enquanto as empresas economizaram R$ 300 milhões em despesas com água, luz, gás, segurança, limpeza e conservação dos prédios em 12 meses, os trabalhadores viram aumentar o peso de alguns desses itens em seu orçamento.

É o que mostra a 2ª Pesquisa do teletrabalho na categoria bancária, que contou com a participação quase 13 mil trabalhadores de todo o país. Entre os entrevistados, 42,8% afirmaram que a conta de luz aumentou muito durante o home office, outros 43,7% disseram que houve uma pequena elevação na conta. Os gastos com a internet cresceram muito para 27,2% dos bancários e um pouco para 23,2%.

Os trabalhadores responderam que houve aumento também nas contas de gás (15,2%), água (14,1%) supermercado (38,1%), além de outras despesas na estrutura do domicílio (11,5%).

A pesquisa mostra ainda que 59% dos entrevistados consideram o auxílio financeiro para custear estas despesas como a coisa mais importante a ser fornecida pelos bancos, mas apenas 13,6% informaram que recebe este auxílio da empresa.

Os dados revelam que o teletrabalho foi extremamente benéfico para os bancos, que viram seus lucros crescerem com a diminuição das despesas administrativas, às custas da oneração dos bancários. Agora é preciso negociar formas de equilibrar esta conta e garantir uma ajuda financeira para cobrir os gastos do home office.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome