Bancos fecham 2022 com lucro de R$ 139 bilhões

98
 

Os bancos tiveram lucro líquido de R$ 139 bilhões em 2022. Crescimento de 2% em relação a 2021, mas após a recuperação a níveis pré-pandemia no ano retrasado e avanço no primeiro semestre do ano passado, houve queda na rentabilidade no segundo semestre de 2022. Os dados são do Relatório de Estabilidade Financeira do Banco Central.

O principal motivo para o recuo foi o aumento das despesas com provisões (reserva sobre riscos de crédito), acentuada devido ao caso das Lojas Americanas. Vale lembrar em recuperação judicial desde janeiro, as Americanas enfrentam crise desde a revelação de “inconsistências contábeis” de R$ 20 bilhões e o próprio grupo admitiu que os débitos com os credores podem chegar a R$ 43 bilhões.

O relatório destaca que “embora o forte aumento das despesas de provisão no último semestre de 2022 esteja relacionado a esse evento [das Americanas], a materialização do risco tem resultado no elevado aumento dessas despesas de forma geral. Também contribuíram para a redução da rentabilidade o declínio do ritmo de crescimento das rendas de serviços e a pressão da inflação sobre as despesas administrativas”.

A rentabilidade do sistema deve continuar sob pressão no médio prazo, considerando a perspectiva de atividade econômica mais fraca em 2023, de menor crescimento do crédito e de inadimplência e inflação elevadas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome