Bancos públicos estão sob forte ataque

270


Corte do quadro de pessoal, fechamento de agências, chantagem para que os bancos estaduais sejam vendidos. Diferentemente dos países desenvolvidos, que protegem as empresas nacionais, o governo Temer ataca abertamente as instituições financeiras. Quem perde com a ofensiva é a população.



Os exemplos são muitos. Os bancos públicos são responsáveis por 56% de todo o crédito concedido no Brasil. Também financiam o Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), que leva para a mesa dos brasileiros mais de 70% dos aimentos consumidos no país e emprega 12 milhões de pessoas.


 

A maioria dos investimentos da indústria e da construção da infraestrutura no país é procedente de financiamento dos bancos públicos. Portanto, enfraquecer as empresas significa menos investimentos, mais desemprego e o fim dos programas de inclusão social. Com o desmonte, Michel Temer transforma o país em um grande balcão de negócios de banqueiros, multinacionais e rentistas. É a agenda neoliberal. 


Source: SAIU NA IMPRENSA – 500

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome