BB já faz propaganda da terceirização

239


A política adotada pelo presidente do Banco do Brasil, Paulo Caffarelli, indicado ao cargo por Temer, é o retrato típico do neoliberalismo. Na reunião do Conselho Diretor, a Diretoria Estratégica e Organização da empresa apresentou uma análise da lei da terceirização e deixou evidente a postura da instituição em ceder à nova regra para buscar benefícios.



Porém, o trabalhador não deve se enganar. A terceirização pode fazer do BB uma cabide de emprego, sem falar que gera desemprego, cria um clima de extremo conservadorismo no ambiente de trabalho e ainda impõe perda da identidade social da instituição.



Diante do quadro de retrocesso no banco e do desmonte, é fundamental que os funcionários participem em massa da greve geral, marcada para o dia 28 de abril. Somente com forte pressão, os trabalhadores vão poder evitar mais perdas e retiradas de direitos. 


 


Source: SAIU NA IMPRENSA – 500

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome