BNB começa a operar com novas taxas do FNE nesta semana

327


O Banco do Nordeste do Brasil (BNB) começa, nesta semana, a conceder empréstimos com base nas novas regras do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), principal funding da instituição.


O começo das operações estava a depender do novo Coeficiente de Desequilíbrio Regional (CDR), de 62%, calculado anualmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e anunciado na última sexta-feira, além de regulamentação, já feita por decreto.


O CDR é aplicado sobre a parcela da Taxa de Longo Prazo (TLP), divulgada mensalmente pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). O CDR reduz este componente na formação da taxa de juros do FNE.


 


“Já temos R$ 18 bilhões de demanda tramitando, boa parte já aprovada. As contratações têm início nesta semana”, informou o presidente do BNB, Romildo Rolim. Desde 26 de dezembro de 2017, não havia operações com o FNE.


Em 2018, os financiamentos com dinheiro do FNE terão descontos entre 37% e 68,5% sobre os juros reais em operações de longo prazo, ante as taxas cobradas para operações de crédito no restante do País.


O anúncio do CDR de 62%, feito por Rolim, foi recebido como a notícia de um gol pelos gerentes do BNB durante Encontro de Administradores do Banco, no hotel Vila Galé de Guarajuba, no litoral baiano. O CDR é calculado aplicando a renda per capita do Nordeste em relação à renda per capita nacional. O último percentual apurado fora de 63%.


Na nova metodologia da composição das taxas do FNE, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação, e a parcela prefixada da Taxa de Longo Prazo (TLP) compõem o cálculo.


Sobre a parcela prefixada da TLP entram, além do CDR, o bônus de adimplência e o fator do programa (conforme o tipo de operação ou finalidade do projeto a ser financiado).


Os clientes adimplentes ganham a bonificação de 15% de desconto sobre a parcela prefixada da TLP, nos financiamentos pagos em dia.


SEGMENTOS


O TAMANHO DAS TAXAS*


FINANCIAMENTO de projeto de investimento em inovação de até R$ 200 mil (FNE Semente): 4,71% ao ano (a.a.)FINANCIAMENTO de projeto de investimento em inovação acima de R$ 200 mil (FNE Inovação): 5,30% a.a.FINANCIAMENTO de projeto de investimento em infraestrutura para água, esgoto e logística (FNE Água): 5,15% a.a.OPERAÇÕES de investimento para empreendedores com receita bruta anual de até R$ 90 milhões: 5,45% a.a. OPERAÇÕES de investimento para empreendedores com receita bruta anual acima de R$ 90 milhões: 5,90% a.a. OPERAÇÕES de capital de giro para empreendedores com receita bruta anual de até R$ 90 milhões: 6,20% a.a.OPERAÇÕES de capital de giro para empreendedores com receita bruta anual acima de R$ 90 milhões: 6,65% a.a.*Já com aplicação do Bônus de adimplênciaA MP número 812, de 27 de dezembro de 2017, definindo o novo cálculo, entrou em vigor no dia 1º de janeiro


DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome