Início Saiu na Imprensa Congresso da Anapar: assista a palestra do professor Ladislau Dowbor

Congresso da Anapar: assista a palestra do professor Ladislau Dowbor

17

Ladislau Dowbor, professor de Economia da PUC-SP, foi um dos palestrantes do 21º Congresso Nacional dos Participantes de Fundos de Pensão e de Usuários de Planos de Saúde de Autogestão, promovido pela Anapar, nos dias 26 e 27 de agosto de 2020.

Dowbor, que falou sobre as distorções do capitalismo atual, defendeu a redução da jornada de trabalho, uma reforma tributária que taxe os mais ricos, e o fortalecimento do papel do Estado nas áreas de saúde, educação, previdência, entre outras.

“O Estado resgatar o controle do sistema financeiro é ter o controle do direito sobre o processo. Não se consegue ter saúde, educação, previdência se não tiver o dinheiro; ou seja, é uma dimensão de todas as áreas. Então, voltar a ter um sistema público que ordena o acesso aos recursos financeiros é condição para termos uma educação decente, uma saúde decente, um sistema de transporte, investimentos ambientais, enfim, tudo o que é necessário em cada cidade”, afirmou o professor.

Assista o vídeo na íntegra, curta o nosso canal e #compartilhe

Acesse os textos e os livros do Ladislau Dowbor no site www.dowbor.org.

1 COMENTÁRIO

  1. Excelente! Parabéns AFBNB por disponibilizar este conteúdo, é sempre importante que os trabalhadores conheçam as correntes que o aprisionam, que saibamos que no sistema que vivemos sem trabalho nada tem valor, que o capitalismo expropria e suga sangue de pessoas, o nosso sangue.
    Tem-se criado a mentira que o estado não tem dinheiro para criar nichos para que o mercado explore. Se não existirem bons hospitais, mais mercado haverá para as empresas de saúde. Se não existirem escolas públicas, mais mercado haverá para educação privada.
    O momento atual tem provado que a capitalismo é sinônimo de desigualdade e de injustiça. O liberais só se importam com lucro, com acumular cada vez mais, não importa o quanto já tem, não importa quantos morrem, quantos recursos naturais custe.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome