Deputado critica possibilidade do BNB passar a ser controlado pela Caixa

52

A possibilidade de transformar o Banco do Nordeste numa subsidiária da Caixa Econômica Federal levou o deputado estadual Danniel Oliveira (MDB), Presidente da Frente Parlamentar em Defesa do BNB, a publicar uma nota criticando essa mudança.

Nela, críticas ao vácuo de poder existente no Banco: “Já não bastasse o absurdo de uma das maiores instituições financeiras que temos no Brasil e tão relevante para a economia da nossa região estar sem presidente deste setembro do ano passado, após a saída – na minha visão, errônea – de Romildo Rolim, agora descobrimos das intenções por parte do presidente do Partido Liberal (PL), expoente do Centrão e aliado do Governo Federal, Valdemar Costa Neto, de alterar o estatuto do banco e também de torná-lo uma subsidiária da Caixa Econômica Federal, enfraquecendo sua atuação. Me causa grande indignação supor que um banco que é indutor da geração de emprego e renda, um dos maiores operadores de microcrédito da América Latina e propulsor do desenvolvimento no Nordeste sofra tais ameaças.”

O Banco do Nordeste atualmente é alvo de disputas políticas envolvendo o interesse no controle da instituição. O líder do Partido Liberal (PL) Valdemar Costa Neto, tem interesse direto em ter indicados seus no comando do Banco. A crise começou em setembro, quando o ex-deputado federal por São Paulo publicou um vídeo, com críticas à gestão de Romildo Rolim e pedindo a saída de todos os integrantes da diretoria do BNB. O foco principal era o Inec (Instituto Nordeste Cidadania). Costa Neto acusou a ONG, que é a responsável pela execução dos programas de microcrédito rural e urbano do banco, de ser ligada ao PT.

Por causa dessa situação, Romildo caiu e até hoje, o banco não tem um presidente definido. Fato que incomoda Danniel Oliveira: “Está claro que o desmonte do Banco do Nordeste representa uma disputa inconsequente por poder, que reflete no enfraquecimento da economia nordestina. Como cidadão cearense e parlamentar, representante da nossa gente, jamais irei me calar diante disso. A Frente Parlamentar em Defesa do BNB, que criamos em 2019, vai seguir vigilante e atuante contra este absurdo.”

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome