Desigualdades: programa Bem Viver aborda aumento da fome e da produção de commodities

4

Os organizadores da iniciativa pretendem arrecadar R$ 133 milhões, através do site da ação.

Organizadores precisam de R$ 133 milhões para viabilizar a iniciativa de distribuição de cestas básicas – Joka Madruga/TSM

Em 2021, só o arroz aumentou 80% e quase 30 milhões de pessoas vivem abaixo da linha da pobreza

A fome no Brasil está na centralidade de temas do programa Bem Viver desta quinta-feira (18).

A edição apresenta a campanha solidária “Tem Gente Com Fome”, que pretende doar cestas básicas para 223 mil famílias em todo o país. A medida busca uma redução de dificuldades na segurança alimentar diante das necessárias regulamentações de lockdown.

:: Em SP, famílias se aglomeram por comida no maior centro alimentício da América Latina ::

O programa também questiona a disparidade entre milhões de brasileiros que passam fome ao mesmo tempo de safras recorde no país. Enquanto a insegurança alimentar cresce, o Ministério da Agricultura comemora a “supersafra” de mais de 272 milhões de toneladas de grãos.

Bem Viver reserva ainda a dica para acompanhar virtualmente a 14° edição do Festival de Curtas de Taquaritinga do Norte, o conhecido Curta Taquary.

A edição traz também um estudo recente sobre dados alarmantes do desmatamento. As informações foram publicadas nesta semana pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Tem Gente com Fome

A Coalizão Negra por Direitos lançou a campanha “Tem Gente Com Fome”, com o apoio de diversos movimentos sociais e ONGs, como Anistia Internacional, Oxfam, Instituto Ethos, 342 Artes e Ação Brasileira de Combate às Desigulades.

:: Alta dos alimentos atinge população desempregada: “Não tenho condições de comprar” ::

O objetivo da campanha “Tem Gente com Fome” é arrecadar R$ 133 milhões, através do site da ação, para poder doar cestas básicas para 223 mil famílias em todo o país. Movimentos parceiros irão cadastrar famílias beneficiadas em todo o país. Segundo a organização, cada cesta básica deve custar em torno de R$ 200,00.

A fome no Brasil das “supersafras”

Segundo o Ministério da Agricultura, o milho teve uma produção recorde, de 108 milhões de toneladas, e com isso deve superar em 5,4% a safra anterior. O mesmo acontece com grãos como a soja, uma das principais commodities exportadas pelo país.Ao mesmo passo, o arroz e feijão, base da dieta dos brasileiros, não alcançam tais patamares. Foram 3,3 milhões de toneladas de feijão e 11 milhões de toneladas de arroz.

:: MTST: “A renda básica aponta para um contexto de esperança” ::

Nayana Côrtes, assessora de Direitos Humanos da Fian Brasil, descreve a situação do país onde “muitos não têm recursos para plantar e muitas vezes falta o que comer. Levamos anos para construir uma política de segurança alimentar para ser totalmente desconstruída em pouco tempo. E pensar que em 2014, segundo relatório da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), o Brasil saiu do Mapa Mundial da Fome para voltar 6 anos depois”.

Meio ambiente

O IBGE constatou que nos últimos 18 anos todos os estados brasileiros perderam área florestal. A pesquisa foi realizada entre os anos 2000 e 2018, sinalizando o máximo de alerta para os estados do Pará e o Mato Grosso, como “campeões no desmatamento”.

:: Família Pazuello: do enriquecimento ao lado do “Rei da Amazônia” ao colapso político ::

Ainda segundo as análises feitas pelo IBGE, nas localidades devastadas o que mais apareceu foi a criação de gado e produção agrícola.

Cinema Nacional

Que tal aproveitar um evento virtual com debate e lançamento de produções audiovisuais brasileiras? O 14º Festival Curta Taquary debate os desafios do cinema no Nordeste e dura até a próxima segunda-feira, 22 de março.

Para participar do Cine Taquary, é necessário acessar o site do evento ou o canal do Youtube Curta Taquary Audiovisual. Ao todo, 72 filmes, divididos em 10 mostras, vão estar disponíveis para serem vistos no site do festival.

Produção da Rádio Brasil de Fato vai ao ar de segunda a sexta-feira / Brasil de Fato / Bem Viver

Sintonize

O programa Bem Viver vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 11h às 12h, com reprise aos domingos, às 10h, na Rádio Brasil Atual. A sintonia é 98,9 FM na Grande São Paulo e 93,3 FM na Baixada Santista.

Em diferentes horários, de segunda a sexta-feira, o programa é transmitido na Rádio Super de Sorocaba (SP); Rádio Palermo (SP); Rádio Cantareira (SP); Rádio Interativa, de Senador Alexandre Costa (MA); Rádio Comunitária Malhada do Jatobá, de São João do Piauí (PI); Rádio Terra Livre (MST), de Abelardo Luz (SC); Rádio Timbira, de São Luís (MA); Rádio Terra Livre de Hulha Negra (RN), Rádio Camponesa, em Itapeva (SP), Rádio Onda FM, de Novo Cruzeiro (MG), Rádio Pife, de Brasília (DF), Rádio Cidade, de João Pessoa (PB), Rádio Palermo (SP), Rádio Torres Cidade (RS) e Rádio Cantareira (SP).

A programação também fica disponível na Rádio Brasil de Fato, das 11h às 12h, de segunda a sexta-feira. O programa Bem Viver também está nas plataformas: SpotifyGoogle PodcastsItunesPocket Casts e Deezer.

Assim como os demais conteúdos, o Brasil de Fato disponibiliza o programa Bem Viver de forma gratuita para rádios comunitárias, rádios-poste e outras emissoras que manifestarem interesse em veicular o conteúdo. Para fazer parte da nossa lista de distribuição, entre em contato pelo e-mail: radio@brasildefato.com.br

Edição: Daniel Lamir

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome