Entrevista com Rita Josina: “Cuidemos uns dos outros e sigamos firmes e fortes!”

112

A Diretora-Presidente da AFBNB Rita Josina, fala nesta entrevista sobre as lutas, os aprendizados e os desafios do ano de 2020 para a história da Associação, que completa 35 anos em 2021. Ela faz um balanço das principais ações da entidade, o entendimento do “todos por todos” que balizou grande parte das atividades durante este período e as perspectivas para o segundo ano da gestão “História e Autonomia para Lutar”. Acompanhe a entrevista Abaixo:

1. Esse ano 2020 impôs desafios inimagináveis à humanidade como um todo e aos trabalhadores em particular. No caso da AFBNB, o trabalho não parou, ao contrário, às antigas demandas se somaram novas, sobretudo quanto à saúde do trabalhador e às novas formas de trabalho. Como vc avalia  esse processo?

Rita Josina: A AFBNB é uma entidade que está completando 35 anos agora em fevereiro próximo e é uma entidade que durante toda essa trajetória sempre esteve atenta às lutas dos trabalhadores, às questões que dizem respeito ao Banco do Nordeste, que dizem respeito ao Nordeste, aos Fundos Constitucionais e essa luta só cresce porque os desafios vêm com muita força. Se a gente não tivesse todo um histórico de lutas e de experiência de estar sempre em interlocução com a base, com os parceiros e com as gestões estaríamos em um momento mais difícil ainda nesse ano 2020, porque todos nós estamos lutando bravamente para resistir, procurando formas de não perder a nossa essência, de não perder o nosso trabalho e de não perder aquilo que já conquistamos. Essa pandemia foi algo a mais que veio somar no contexto dos nossos desafios.

Nesse sentido, a AFBNB precisou agir muito rápido, estar atenta à conjuntura, pesquisar e buscar diferentes formas de nos inserir para que a gente pudesse manter aquilo que é primordial: a vida de todos. De imediato, saímos com aquela campanha “Todos por todos” reiterando que precisamos estar juntos, nos proteger, nos defender. A AFBNB esteve atenta para garantir que os empregos fossem preservados, os Fundos Constitucionais fossem fortalecidos e que a instituição Banco do Nordeste continuasse cumprindo a sua missão desenvolvimentista. Então a primeira coisa que fizemos foi acompanhar de perto as questões que os associados traziam, sobretudo quanto ao teletrabalho; tivemos várias reuniões com a gestão do Banco do Nordeste, presenciais e virtuais; a diretoria da AFBNB passou a se reunir extraordinariamente em reuniões quinzenais sempre estudando, analisando e levando adiante todos os pontos que nos chegavam de forma que pudéssemos dar um pouco de tranquilidade aos trabalhadores do Banco do Nordeste ao menos nas questões relacionadas ao trabalho.

2. Uma das lutas que marcaram esse ano foi a campanha da Associação pela não alteração do Estatuto da Camed, que traria prejuízos enormes a médio e longo prazo aos trabalhadores. Isso retrata um pouco da preocupação da AFBNB com as coligadas. 

Rita Josina –  Antes de falar sobre isso, gostaria de ressaltar que nós temos focado na questão das condições de trabalho, na realidade das agências hoje, em como elas estão trabalhando. Nós sabemos que há carência de pessoal porque mesmo estando numa pandemia, em teletrabalho, mesmo o Banco atingindo suas metas com todo mundo trabalhando dentro das suas condições possíveis, mesmo assim ainda têm muitas demandas, ainda há muito o que se estruturar para que o BNB possa aplicar plenamente os seus recursos. Então suprir essa carência de trabalhadores no Banco do Nordeste é uma bandeira histórica da AFBNB, que se soma à luta pela convocação dos aprovados nos concursos e pela reintegração dos demitidos durante a gestão FHC/Byron Queiroz.
Quanto à nossa luta em defesa da CAMED, a atuação da AFBNB sempre se dá em diversas searas: no âmbito administrativo, político e jurídico, a partir do que a gente dialoga e  delibera  para ser encaminhado como sendo prioridade no momento. Então as ações jurídicas são muito bem estudadas e geralmente advém da base, das Reuniões do Conselho de Representantes e dos próprios representantes – daí ser fundamental que as unidades elejam pessoas engajadas para representá-las. A gente discute todas as pautas na diretoria, analisa à luz do Estatuto da Entidade e encaminha essas questões quando entende que algum direito está sendo violado ou quando algum direito está sendo retirado, ou seja, sempre que há alguma temeridade acontecendo. E foi isso que fizemos com relação à alteração do Estatuto da CAMED, para evitar que algo pior acontecesse. Quando percebemos os movimentos que estavam acontecendo a partir da CGPAR 23 e as repercussões nas Caixas Médicas nas outras instituições, vimos que seriam muito nocivos para os trabalhadores, principalmente agora no contexto de pandemia. Então fomos atrás, analisamos e vimos que a intervenção jurídica era melhor saída para que tivéssemos o resultado mais imediato. E tivemos. Temos uma liminar favorável à AFBNB e além disso, entramos como parte interessada em uma ação movida pelo Banco contra a CAMED, reivindicando a sua saída enquanto mantenedora da Caixa. É importante destacar, entretanto, que a  ação jurídica não é o fim em si mesma; ela é um instrumento de luta para que a gente possa ter mais elementos inclusive para ter uma vitória definitiva. Por enquanto estamos saindo vitoriosos mas seguimos acompanhando de perto a tramitação. A gente vê isso como resultado muito positivo de uma ação da entidade em benefícios dos trabalhadores da ativa e aposentados do BNB.

3. Questões que não estavam previstas no planejamento da AFBNB para o ano de 2020 acabaram sendo incluídas. O que vc vislumbra para o ano que vem?

Rita Josina – A AFBNB continua e vai continuar fazendo esse trabalho de acompanhar todas as questões que se referem ao Banco do Nordeste, à região e aos trabalhadores. Além disso, reiteramos nossa disposição para  lutar para que a gente possa ter a garantia da nossa saúde e das nossas famílias, até que tenhamos as condições objetivas para que possamos estar de volta àquilo que mais primamos, que são as relações sociais, o contato humano, os laços que nos fortalecem para que possamos vencer os desafios que se apresentam enquanto indivíduos e enquanto sociedade. Vamos chegar o ano 2021 com muita disposição para a luta, para os desafios postos e os que virão.
A AFBNB é um colegiado e está em interação constante com a base de Associados, de não associados, de concursados, de trabalhadores que foram demitidos e que aguardam a reintegração, e também dos aposentados do Banco do Nordeste. Este diálogo permanente faz com que essas lutas sejam encampadas e a gente possa lograr êxito e avançar em alguma conquista.

4. O ano não foi fácil pra ninguém, pra uns mais do que pra outros. Que mensagem você deixa pros associados que estiveram tão próximos à AFBNB nesse ano?

Rita Josina – A AFBNB, assim como tem feito durante todo esse ano de 2020, seguirá no proposito principal que é preservar a vida. A gente sabe que no ano de 2021 ainda vamos ter alguma necessidade de teletrabalho mas mesmo estando em teletrabalho a Associação continua funcionando por outros canais que estão à disposição, como nossos e-mails, redes sociais e site. A gente precisa estar atentos,  cuidando de si e dos outros, seguindo todos os protocolos porque a pandemia não está sob controle. Enquanto não tivermos a vacina, e mesmo com a vacina ainda precisamos continuar com essa realidade de cuidados e com esse papel  pedagógico, já que muitas pessoas ainda não entenderam a gravidade da pandemia e seguem numa atitude egoísta. Essa é uma realidade preocupante com a qual a gente convive e com a qual precisamos estar interagindo de alguma forma tentando quebrar paradigmas. Reitero que a AFBNB vai continuar firme, atuante, em 2021 completando 35 anos com a participação de todos, sempre nos comunicando, interagindo para que possamos estar organizados e mobilizados,  com a base fortalecida, porque é só assim que a gente consegue avançar nas lutas e nas conquistas. Vamos em frente, cuidemos uns dos outros e sigamos firmes e fortes!

1 COMENTÁRIO

  1. Hoje foi que tive o oportunidade de vê sua entrevista. Respondeu muito bem, e com a simplicidade que marca a sua administração. Parabéns tamos juntos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome