Fiocruz critica aprovação do Pacote do Veneno

33

O governo Bolsonaro liberou pesticidas para uso do agronegócio no Brasil. Além de ter ido na contramão do mundo, a aprovação do Projeto de Lei (PL 6.229/2002), o chamado Pacote do Veneno, pela Câmara dos Deputados, vai resultar em prejuízos para o ambiente e a saúde da população.

Em comunicado, os pesquisadores do Grupo de Trabalho Agrotóxicos e Saúde da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) advertiram para os danos aos processos de registro, monitoramento e controle de riscos. Para os cientistas, “o PL irá impor graves retrocessos à sociedade, ampliando a contaminação ambiental e a exposição humana aos agrotóxicos, que podem se materializar em adoecimento e morte da população, em especial daqueles em maior situação de vulnerabilidade”.

O projeto, da bancada ruralista, é um verdadeiro retrocesso, ao permitir o registro de produtos mais tóxicos, como os que causam câncer, problemas reprodutivos, distúrbios hormonais e para o nascimento.

 

Sem esquecer que o Pacote do Veneno flexibiliza a atuação de órgãos responsáveis pela fiscalização por retirar a função dos ministérios da Saúde e do Meio Ambiente sobre a regulação dos agrotóxicos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome