Juros do rotativo de 422,5% ao ano

251


Enquanto pune os trabalhadores de todas as formas possíveis, seja com reformas ou na negligência com os quase 15 milhões de desempregados, o governo Temer mantém os privilégios dos setores mais ricos que emperram a economia brasileira. Basta ver os juros colossais do rotativo do cartão de crédito, que ficou em 422,5% ao ano em abril, segundo o Banco Central.


Além do rotativo, a taxa de juros para o cheque especial também é abusiva e, em abril, esteve em 328,3% ao ano. A taxa média de juros para as famílias ficou em 68,1% ao ano e se soma às demais taxas dentro do cartel de juros que alimenta os lucros do sistema financeiro.


É bom lembrar que a inadimplência, que poderia ser um fator para as altas taxas de juros, está estável em todos os cenários. Para pessoas físicas e jurídicas, o percentual está em 5,9% e 5,6%, respectivamente. Sinal de que é a ganância do setor, e a permissividade do governo, que mantêm os juros lá em cima. 


Source: SAIU NA IMPRENSA – 400

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome