Manifesto do 8 de março debate pautas centrais

21

Próximo às comemorações do Dia Internacional da Mulher, já na próxima segunda-feira (08/03), movimentos populares e entidades da sociedade civil divulgaram um manifesto que reúne as principais bandeiras de luta em 2021. O documento inclui pautas econômicas, saúde pública, além da violência contra as mulheres.

No manifesto, foi solicitado a revogação da Emenda Constitucional 95, do “teto de gastos” e a retomada do auxílio emergencial com valor de R$ 600,00 até o fim da pandemia.

Também foi mencionado o aumento das jornadas de trabalho, da violência doméstica e da dependência econômica das mulheres. O documento solicita a compra imediata de vacinas contra a Covid-19 para toda a população e enfatiza a importância de defender o SUS.

O manifesto ressalta que as ações do governo contribuíram para a disseminação do vírus e que o mesmo agora atrasa na aquisição das vacinas. Com a política econômica ultra neoliberal de Bolsonaro, o lucro tem ficado acima da vida, já que bancos e empresários lucram enquanto as mulheres, o povo pobre, negro e periférico morre pela falta de acesso a saúde e alimentação.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome