Mesmo sob ataque, o lucro do BNB cresce 113,6%

7
 

Apesar de todos os ataques do governo Bolsonaro, o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) continua dando excelentes resultados e mostrando a sua importância. No primeiro semestre de 2021, o lucro líquido da empresa chegou a R$ 710,4 milhões, crescimento de 113,6% em relação ao mesmo período de 2020, ano em que o banco obteve o maior resultado da sua história. A rentabilidade (o retorno sobre o patrimônio líquido do banco) foi de 22,9%.

As receitas de prestação de serviços mais rendas de tarifas bancárias totalizaram R$ 1,45 bilhão no primeiro semestre de 2021, alta de 6,9% em relação ao mesmo período do ano passado. Já as despesas de pessoal caíram 3,8% no período, totalizando R$ 1,09 bilhão. Assim, a cobertura das despesas de pessoal por essas receitas do banco ficou em 133,36%. Ou seja, apenas com as receitas das tarifas bancárias pagas pelos clientes, o banco consegue pagar todos os gastos com funcionários e ainda sobre 33,36% do valor arrecadado.

Menos emprego

O BNB encerrou o 1º semestre de 2021 com 6.687 funcionários, uma redução de 116 postos de trabalho em doze meses.

O número de agências permaneceu o mesmo, totalizando 292 agências, porém, foram abertas 11 novas unidades de microcrédito rural e fechada uma unidade do microcrédito urbano.

Veja abaixo a tabela resumo do balanço, ou, se preferir leia a íntegra da análise, ambos elaborados pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

2021 lucro do bnb 0cd3a

Fonte: Contraf.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome