No Brasil, o auxílio sustentou 3 milhões de famílias

26

Em novembro do ano passado, quase 3 milhões de famílias sobreviveram somente com o auxílio emergencial de R$ 300,00. O estudo do Ipea (Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas), divulgada nesta quarta-feira (06/01), mostra que o benefício representou 28% do salário mínimo vigente no penúltimo mês de 2020 – R$ 1.045,00 – e foi a única renda para 4,32% dos domicílios no país.

O auxílio tinha valor inicial de R$ 600,00 graças à mobilização dos movimentos sociais e sindicais, mas Bolsonaro cortou à metade em setembro e encerrou a ajuda em dezembro. Além disso, 27,45% dos lares permaneceram sem qualquer tipo de renda de trabalho efetiva no mesmo período.

Agora, com o fim do auxílio, a quantidade de famílias sem nenhuma fonte de renda deve aumentar. Os dados reforçam ainda mais que o governo precisa manter o benefício emergencial para socorrer milhares de famílias que foram atingidas pela crise decorrente da pandemia de Covid-19.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome