O que esperar de 2021? Economistas apontam perspectivas para Brasil, mundo, Nordeste e Pernambuco

12

Análise Ceplan, realizada pela Ceplan Consultoria e Movimento Econômico, reuniu especialistas para analisar cenários futuros. Evento foi patrocinado pelo Banco do Nordeste, Fiepe e Surfix

Depois do tombo na economia em 2020, provocado pelo coronavírus, a pergunta que se faz agora é “o que esperar de 2021?” Até que ponto, os efeitos da doença que assolou o globo, ainda terá o impacto sobre o ano que começa? Há quem diga que este exercício será uma espécie de 2020.2, uma continuidade de um ano que não terminou. Para responder a essas perguntas, a Ceplan Consultoria Econômica apresentou nesta quarta-feira (3) a Análise Ceplan, com o tema “O que esperar de 2021?”. Realizado em parceria com o Movimento Econômico e patrocinado pelo Banco do Nordeste, Fiepe e Surfix, o evento aconteceu parte presencialmente e parte virtualmente.

Os painéis foram apresentados pelos sócios-diretores da Ceplan, Tania Bacelar, Jorge Jatobá e Paulo Guimarães, além do economista-chefe do Banco do Nordeste, Luiz Esteves, e do gerente de relações institucionais da Fiepe, Maurício Laranjeiras. O presidente da Fiepe e anfitrião do evento físico, Ricardo Essinger, fez a apresentação de boas-vindas e a jornalista Patrícia Raposo comandou a mediação do evento.

Veja vídeos e mais informações aqui 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome