Orçamento público é gasto com juros de banco

66

Engana-se quem pensa que a prioridade do governo é a saúde, educação ou segurança pública. De acordo com a Auditoria Cidadã da Dívida, a maior parte do Orçamento Federal em 2019 teve como prioridade o pagamento de juros e amortização da dívida pública. No ano passado, foram gastos R$ 1,038 trilhão.

O valor pago referente a juros e amortização da dívida supera a quantia gasta com Previdência Social, o que já desmonta as justificativas oficiais do rombo no INSS que acabou gerando a reforma da Previdência. Os tributos pagos aos bancos não são passados por nenhuma auditoria, e assim não se sabe ao certo o valor total devido.

Em comparação com os gastos em outras áreas, foi investido em saúde 4,21% do orçamento e em educação 3,48%, contra 38,27% dedicados ao pagamento de juros e amortização da dívida. Em segurança pública, apenas 0,33% foi dedicada à área em 2019. A situação piora ainda mais no investimento a cultura que recebeu apenas 0,03%.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome