Presença na Base: AFBNB visita agências no RN e PB

131

Na última semana a AFBNB deu continuidade à sua agenda de diálogos com a base com visita de integrantes da Diretora em agências dos estados do Rio Grande do Norte e da Paraíba. Na oportunidade estiveram nas unidades o Diretor de Organização Assis Araújo e Francisco Ribeiro de Lima (Chicão).

No roteiro os diretores visitaram respectivamente as unidades de Angicos e Assú, na quarta (11); em seguida Currais Novos, Jardim do Seridó e Caicó, na quinta (12);  Catolé do Rocha e Umarizal, na sexta-feira (13) e Macau na quinta-feira (19).

Os diretores realizaram discussões com os funcionários sobre a Reestruturação do BNB, Microcrédito; a preocupação com a questão dos Descomissionamentos imotivados, transferências e ações judiciais da AFBNB. Na ocasião foi realizada a entrega de fichas aos funcionários não filiados à Associação e informes sobre a retomada da RCR em agosto deste ano.

Ao longo das reuniões constaram na pauta temas importantes como as informações sobre o Congresso do BNB a ser realizado no início do mês de junho; a Resolução 53, editada em março deste ano pelo CNPC (Conselho Nacional de Previdência Complementar), além das mudanças em torno do microcrédito para a Camed e discussões sobre as ações da AFBNB. Os problemas estruturais da agência de Jardim do Seridó, foi observada pelos diretores que destacaram a necessidade urgente de uma reforma visto que há rachaduras na edificação, pondo em risco a segurança de clientes e trabalhadores do banco.

Foi ressaltada também a questão do microcrédito do BNB, atacado em meio a disputas por direcionamentos questionáveis, já apontados pela AFBNB, comprometendo os bons resultados que a sociedade e trabalhadores esperam quanto ao futuro do BNB, além de debate sobre a conjuntura  atual com leitura de textos sobre temas pertinentes como a inflação.

Além disso, foi notada a sintonia dos funcionários com o trabalho da Associação, registrado nas falas dos funcionários de diversas unidades, assim como para as questões judiciais em curso e a necessidade de filiação à AFBNB para o devido enquadramento do funcionário nas mesmas.

A Associação seguirá cumprindo novas agendas e debatendo com a sua base os temas mais pertinentes, seja em termos trabalhistas, em defesa do Banco ou do atual momento sócio-político do Nordeste e do Brasil.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome