Quatro das cinco regiões brasileiras têm alta semanal nas mortes por covid-19

67

Dados semanais consolidados indicam que número de óbitos por covid-19 no Brasil cresceu em praticamente todas as regiões do país entre os últimos dias do ano passado e os primeiros de 2021.

No período que se encerrou no sábado (2), apenas a Região Centro-Oeste não relatou aumento nos casos fatais da doença, segundo informações do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). No Sul, Sudeste, Norte e Nordeste houve alta.

Somente entre domingo (3) e segunda-feira (4), foram registradas 466 mortes. O total de pessoas que perderam a vida para o novo coronavírus desde fevereiro no Brasil é de 196.484.

A média móvel de óbitos –  que soma registros dos últimos sete dias e divide por sete – voltou a ficar acima de 700. Os dados não incluem os números mais recentes do Amazonas e do Espírito Santo, não informados por questão técnicas.

Ainda segundo os números do Conass, também foi observada maior velocidade no crescimento de infectados em boa parte do território nacional.

Somente as regiões Sul e Sudeste apresentaram números menores na semana passada, em relação ao observado no período anterior. A soma de pessoas que foram infectadas no Brasil já é de 7.751.721. O total de contaminados registrados nas últimas 24 horas chegou a 18.102.

Saiba o que é o novo coronavírus

É uma vasta família de vírus que provocam enfermidades em humanos e também em animais. A Organização Mundial da Saúde (OMS) indica que tais vírus podem ocasionar, em humanos, infecções respiratórias como resfriados, entre eles a chamada “síndrome respiratória do Oriente Médio (MERS)”.

Também pode provocar afetações mais graves, como é o caso da Síndrome Respiratória Aguda Severa (SRAS). A covid-19, descoberta pela ciência mais recentemente, entre o final de 2019 e o início de 2020, é provocada pelo que se convencionou chamar de “novo coronavírus”.

Como ajudar quem precisa?

A campanha “Vamos precisar de todo mundo” é uma ação de solidariedade articulada pela Frente Brasil Popular e pela Frente Povo Sem Medo. A plataforma foi criada para ajudar pessoas impactadas pela pandemia da covid-19. De acordo com os organizadores, o objetivo é dar visibilidade e fortalecer as iniciativas populares de cooperação.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome