Questões regionais na pauta da reunião entre AFBNB e Sudene

267



A AFBNB, na luta em defesa da região Nordeste, do Banco do Nordeste e dos trabalhadores, diante da conjuntura política do país e da crise econômica e considerando retrocessos iminentes, esteve reunida na tarde da última segunda-feita (8 de agosto) com o atual Superintendente da SUDENE, Marcelo Neves. Representada pela presidenta Rita Josina Feitosa da Silva e pelos diretores Alci de Jesus e Edilson Rodrigues, a Associação enfatizou a importância de se discutir desenvolvimento regional e destacou a articulação que a entidade tem mantido com a Bancada Nordestina, no sentido não só de acompanhar projetos que impactam na região mas sobretudo de revertê-los.


Os dirigentes reforçaram o convite à participação da Superintendência à 50ª RCR e abordaram seu posicionamento contrário ao PLP 76/2007, que expande a área de atuação da Sudene para todos os municípios do Espírito Santo e do Rio de janeiro, além de outros de Minas Gerais, com o argumento de que tal medida desfigura ainda mais a visão e a atuação territorial em relação às prerrogativas dos fundos constitucionais e provoca impacto quanto aos recursos distribuídos à Região Nordeste e ao Norte de Minas Gerais e Espírito Santo por meio do FNE.


Além desse PL, a Associação abordou outras ameaças à região e às instituições regionais, como a não revogação aos patamares de 2015 das taxas de juros dos fundos constitucionais (resoluções 4452 e 4470, do Conselho Monetário Nacional); as constantes tentativas de flexibilização da operacionalização dos fundos constitucionais, como a prevista no PL 532/2015, que tramita na Comissão de Finanças e Tributação; a desvinculação de receita dos fundos constitucionais, ameaça novamente sendo ventilada após a derrota da PEC 87/2015 no Congresso Nacional.


Esse é o segundo encontro da AFBNB com a Superintendência da Sudene. O primeiro foi em abril (relembre aqui ).


Para a presidenta da AFBNB, Rita Josina, momentos como esse são importantes para a discussão em torno das questões regionais. “A AFBNB sempre esteve e estará em pauta permanente de defesa das instituições, do Nordeste, dos trabalhadores e do BNB. Nesse processo, a participação e articulação é fundamental”. 


Source: Notícias – 300

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome