Representantes já podem encaminhar propostas para discussão na 50ª RCR

195


Uma das novidades da próxima RCR em Salvador (BA) é a possibilidade dos representantes da AFBNB encaminharem antecipadamente propostas de assuntos a serem aprofundados durante o evento que acontece em setembro. Confiram a mensagem a abaixo:


 


Caro (a) Representante da AFBNB,


 


Conforme anunciado, com os procedimentos para inscrições já encaminhados, lembramos que nos próximos dias 2 e 3 de setembro ocorrerá a 50ª Reunião do Conselho de Representantes da AFBNB (RCR), em Salvador (BA).  O tema central do evento será “o papel dos trabalhadores na defesa dos seus direitos e dos órgãos públicos”.


 


A organização e o desenvolvimento das Reuniões do Conselho de Representantes da AFBNB privilegiam o caráter democrático, participativo e deliberativo desse importante fórum de trabalhadores, sendo fundamental a compreensão de que o processo se dá antes, durante e após o evento. De fato, a representação na AFBNB é um fluxo constante, contínuo e de mão dupla: o representante se dirige aos demais colegas e vice-versa; assim valoriza-se e reconhece-se a representação. Isto possibilita a sinalização e sistematização de possíveis demandas e demais considerações, e ao final estabelecem-se elos com a diretoria da Associação, entre os funcionários e com a luta no dia a dia, nas ações, iniciativas e campanhas encaminhadas.


 


No intento de estimular cada vez mais essa interação e aperfeiçoar a participação direta, por meio dos representantes (e do conjunto dos associados/colegas do BNB) através de ações interativas no local, com reuniões e outras formas que considerarem viáveis, vimos solicitar que os representantes elenquem até cinco (5) pontos que devam ser aprofundados nas discussões dos grupos de trabalho nessa 50ª RCR.


 


Para apoiar a discussão listamos abaixo alguns pontos que têm se sobressaído nos últimos tempos e que podem ser contemplados por sua unidade, conforme o entendimento:


 


– Reafirmação e fortalecimento do BNB enquanto Instituição de Desenvolvimento, bem como dos demais órgãos públicos neste contexto;


 


– Necessidade de implantação de um projeto nacional de desenvolvimento que contemple o recorte regional (desenvolvimento regional);


 


– Aprofundamento da democracia sob todos os aspectos para a promoção da justiça social;


 


– Questões voltadas às relações de trabalho: melhores condições para as agências, tecnologia, isonomia de tratamento em todos os aspectos (benefício, funções e oportunidades), revisão do plano de cargos e remuneração (PCR), fim das práticas de dano e assédio moral, fim do trabalho gratuito;


 


– Fim das ingerências políticas no processo de definição dos cargos de gestão superior no Banco;


 


– Reafirmação da linha e da cultura desenvolvimentista do Banco, sobretudo pela inserção de eventos afins na grade de treinamentos/eventos e demais fóruns de formação e capacitação dos funcionários;


 


– Estabelecimento de sistemas democráticos e transparentes nos processos internos, principalmente quanto às concorrências, de modo a permitir o pleno acompanhamento, pontuação, conclusão, inclusive com o instituto do recurso conforme o caso;


 


– Estabelecimento da dignidade previdenciária e de saúde, com métodos democráticos quanto ao relacionamento e rede de serviços;


 


– Organização interna, geral dos funcionários do banco nas luta da categoria e geral dos trabalhadores.


 


Permanece a possibilidade de elaboração de propostas de resoluções sobre os pontos escolhidos pelas unidades. Solicitamos, no entanto, verificar se as propostas já não estão contempladas nas resoluções das três últimas RCRs, disponibilizadas nos relatórios dos eventos no site da AFBNB (clique aqui)


 


Para a conclusão dessa etapa de construção da 50ª RCR aguardamos suas sugestões de pontos até o próximo dia 15 de agosto, encaminhando-os para o e-mail comunicacao@afbnb.com.br.


 


Colabore! Participe! Essa construção é de todos que fazem a Associação e o BNB.


 


A AFBNB “somos nós”!  Nossa força e nossa voz!


 


Gestão Autonomia e Luta.


Source: Notícias – 300

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome